27 março 2013

Resenha Nacional: Os livros de Esteros: As crônicas de Fedors - Aldemir Alves

Os livros de Esteros
Nasce um universo, e também um mal. A humanidade surge em paz e o criador cuida muito bem das suas "criaturas". Fatalmente o mundo precisou ser destruído, uma nova nação renasce dando origem aos seres mortais. Os mortais são um legado dado aos deuses, para que seja cultivado e viva em paz. A história começa após a discórdia que deu origem ao Big-Bang. Vamcast, um elfo de origens brancas, se mostra um rapaz tentado ao poder, e atrai o mal para a sua vida se tornando um garoto assassino. Seu irmão caçula se torna a única esperança do mundo. Ele terá que matar o seu próprio irmão em combate, e só assim libertar o seu mundo fadado à destruição. Skoob



Autor: Aldemir Alves
Editora: Selo Jovem
Páginas: 408 
Nota: 4/5

Os livros de Esteros: As crônicas de Fedors nos envolve em uma trama repleta de magia e mitologia. Nos primeiros capítulos conhecemos a origem do Universo onde existia um Paraíso, uma cidade de paz e amor, mas quando o desejo e orgulho aparece nessa cidade o criador, o Ser Supremo, decide destruir tudo que construiu, dando a origem ao famoso Big Bang. Esteros acaba se tornando um novo mundo, originado após a explosão dessa cidade. Confesso que nos primeiros capítulos, que é a parte dessa mitologia, fiquei confusa. Foi um pouco difícil de compreender a trama, então, quando estava pensando em como escrever a resenha decidir não aprofundar muito na origem de Esteros, pois poderia escrever algo errado e seria melhor cada um ler para ter sua opinião sobre essa mitologia.

Depois que o autor termina de explicar toda a origem somos levados a Fedors , um morto- vivo que narra para Salazar a história de seu mundo. Não sabemos quem é ele na história, mas que pertence a família Destrus, uma família élfica. E será a história dessa família que Fedors contará para Salazar. A família Destrus é comandada pelo rei Mussafar, que é casado com Zinza. Os dois têm dois filhos, Vamcast e Andor. Vamcast é o filho mais velho e tem um temperamento agitado e nervoso, por enquanto que Andor, sendo o filho caçula, é muito mimado, o que faz Vamcast sentir muito ciúmes disso. Andor é um garoto alegre, divertido e que gosta de aproveitar sua infância.

Mussafar governa seu reino com respeito e carinho, sempre auxiliando a todos e. por isso, tem muito respeito pelos moradores de Esteros.Vamcast e Andor frequentam uma escola de treinamento, onde além de lutarem eles também aprendem o uso da magia branca, que é a magia de cura e defesa. É proibido de todas as maneiras usar a magia negra, nenhum professor ou qualquer pessoa do reino pode usá-la, mas Vamcast sempre teve vontade de aprender e terá um professor, de muita confiança do rei, que irá ensinar essa magia perigosa para ele.

Vamcast acaba se tornando uma pessoa má e sem caráter e quando o uso da magia negra já está o consumindo ele decide ir embora e ter seu próprio governo. Seus pais ficam desolados e com o tempo Vamcast se torna muito pior, matando sem piedade as pessoas de Esteros. A única salvação para trazer a paz é Andor, o filho mais novo, que depois da partida do irmão se torna um homem de luta, para assim, ser o único que poderá salvar o reino.

O autor traz uma narrativa eloquente, envolvente, onde traz personagens místicos, como os elfos, anjos, orcs, anões, demônios e várias outras criaturas. Se no começo eu não interagi na história, no final eu fiquei louca! Quero desesperadamente a continuação desse livro. Quem gosta de fantasia, magia, mitologia vai amar essa trama.

Quotes:
''A sua espada estava escura e quente, uma aura negra estava sobre suas mãos e braços. Não aguentando o peso da arma, soltou-a no chão. Pois não aguentou tamanha energia maligna que se formara ali na palma de sua mão."
“Nesse meio tempo um vulto cruza a mata com uma velocidade imaginável, rapidamente vem sobre Vamcast, o garoto sente a sua cabeça girar, os olhos ficam negros e um pequeno feixe amarelado se forma sobre o centro do seu olhar.”


8 comentários:

  1. Ótima sua resenha! Confesso que quando vi o livro, não me senti tão atraída, mas agora depois da resenha, estou super curiosa para conhece-lo, pois é bem meu estilo de livro!

    Bjs

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir
  2. Gostei da capa do livro. Mas a história em si não me convenceu muito. Não sei se o leria, embora tenha um assunto interessante.
    Gostei da resenha.
    Beijos..

    ResponderExcluir
  3. parabéns pelo blog, a sua resenha me fez lembrar de quando eu li esteros.

    Eu li o livro ainda quando era da barauna e gostei e quero ler o outro. nunca tinha gostado de um personagem vilão antes, mas gostei do Vamcast. o autor do livro usou personagens crianças com a mesma formula dos livros adolescentes que fazem sucesso. pra quem curte fantasia eu recomendo o livro! =D

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha amiga. Parece ser uma ótima fantasia! Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Hei lindona, adorei sua resenha, a sinopse do livro também é bem bacana,e a capa é bem bacana! Deu vontade de ler! Bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi, amiga! Gostei da resenha! Já havia visto esse livro por aí, mas não sabia que se tratava de fantasia envolvendo tantas raças místicas! Gostei muito de saber disso.
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Achei a capa desse livro bem legal. Quando um autor cria um novo mundo e tal, ele tem que argumenta bastante para que o leitor não se perca. Fico feliz que no fim você tenha gostado.

    Bjs, @dnisin
    http://www.seja-cult.com/

    ResponderExcluir
  8. gostei da resenha e já li esse livro, ele é ótimo e o autor é muito bom em narrativa e tem uma escrita super refinada. o problema de lagumas pessoas que falam mal desses livros estilo tolkien é que querem ler fantasia sem gostar do tema...

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014