10 abril 2013

Resenha: A Hospedeira - Stephenie Meyer

A Hospedeira
Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam. Skoob / Orelha de Livro

Autora: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Páginas: 557
Nota: 5/5 FAVORITO

Essa nova história da famosa escritora Stephenie Meyer não temos vampiros, lobisomens, mas temos almas ou alienígenas, que vêem de outras planetas para serem inseridos no corpo humano. O ser humano tem a mente dominada e perdem o controle de sua própria mente, fazendo com que as almas passem a tomar a vida deles. Nesse novo mundo, as almas constroem um mundo sem violência e respeito. Eles são proibidos de roubarem, matarem ou fazer qualquer mal para uma outra alma. 

Só que mesmo que eles façam essas atitudes para melhorar esse novo mundo conquistado não deixa de ser errado, porque os humanos passam a ser hospedeiros de seus próprios corpos. As mentes desses seres humanos são desligadas, como se nunca tivesse existido e quem controlar o corpo, a mente, as atitudes são essas almas. Mas, em qualquer lugar, sempre vai ter uma resistência. Existem humanos aliados das forças rebeldes que não querem ter seus corpos hospedados por essas almas e Melanie Stryder é uma deles. Mesmo depois de ter uma alma implantada, não deixa essa alma dominá-la  Peregrina, ou Peg, é a alma que está implantada em Melanie. Peg é pura, doce e inocente, que apesar de ter passado por diversos mundos não consegue entender a complexidade do ser humano. 

Jamie Stryder, irmão de Melanie, e Jared Howe, namorado dela, são as únicas pessoas que Melanie se importa e para protegê-los ela resiste e passa a influenciar as decisões de Peg. Melanie colocará imagens de sua vida na mente de Peg, para que tal crie laços afetivos por sua família. 

Quando Peg/Melanie resolvem ir atrás deles, acabam encontrando outros resistentes humanos. O líder deles é Jeb Stryder , tio de Melanie e Jamie. Quando ocorre o encontro com Jared e Jamie de novo será uma confusão, já que para Jared, Melanie não é a mesma e que Peg, a alma, é repugnante e sente muito nojo dela. Peg sofrerá muito, tanto fisicamente quanto emocionalmente, já que ninguém a quer lá, porque para esses humanos ela é uma ameaça, mas como Jeb é o líder, ele dita as regras e ela fica. Além da ajuda de Jeb e Jamie, Peg terá a companhia de Ian O’Shea. No começo a relação deles não é muito boa, já que ele tenta matá-la, mas com a convivência ele gostará dela, mas GOSTARÁ MESMO

Nesse livro tem um romance quarteto: Melanie, Peg, Jared e Ian. Por enquanto que Melanie e apaixonada por Jared, e vice-versa, Peg também nutre sentimentos por ele, porque o corpo de Melanie deseja Jared, então Peg o deseja. Mas ela tem seus sentimentos e Peg sente algo pelo Ian, que também sente algo por ela. É uma loucura mesmo esse livro. 

Confesso que nas 150 páginas eu não gostei do livro. Foi algo que para mim, Stephanie deveria ter reduzido para umas 30 páginas. Só que depois que chega na parte do reencontro deles eu realmente me interessei pelo livro e até chorei em algumas cenas. Jared é mais velho que Melanie, uns 10 anos mais ou menos. Melanie tem 21 e ele tem em torno de 30 anos. Ele é descrito como moreno, forte e corajoso. Já Ian tem 25 anos, pela clara, moreno e olhos azuis. Um rapaz doce, meigo e carinhoso. 

Tenho que dizer que se fosse para eu escolher entre Jared e Ian, escolheria sem pensar o Ian. Ele me cativou muito durante a leitura, com seu jeitinho fofo. Fiquei completamente apaixonada por ele. Um livro questionador, empolgante e sublime. Que mostra que um ser humano ou não faz qualquer coisa para salvar alguém que ama. 

Quotes:
“— Eu te amo. — sussurrei.

— Não diga isso como se estivesse dizendo adeus.”
''Ela jamais poderá voltar a viver entre as almas e jamais será humana”.

8 comentários:

  1. Oie!!
    Eu quero muito ler esse livro, antes de ver o filme!
    BJosss

    ResponderExcluir
  2. Quero ler o livro antes de assistir o filme, pois acho q o filme sempre se diferencia do livro.
    Por isso pra não confundir minha cabeça duas histórias eu lerei ele primeiro.
    Amei sua resenha e espero gostar muito do livro e do filme!

    http://luadesangue1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hei florrr, já vi o filme, agora o livro está à minha espera!!! Como já sabe adorei a resenha! Quando eu ler vou voltar aqui e deixar um comentário!!! :D Bjoooo

    ResponderExcluir
  4. Oi flor!
    Adoro esse livro!
    O começo é mesmo cansativo, mas depois compensa :)
    Vou ver o filme já já *.*
    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei muito do livro, agora só ver como ficou nas telinhas!
    Bjs
    http://mundoliterando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do livro, pretendo vê o filme também.
    Tenho receio de uma possível continuação. O livro deixa prechas, mais não tenho certeza se seria uma boa ideia.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela resenha Jessy! Já li A Hospedeira e não curti muito. Achei o começo do livro sem pé e sem cabeça e o restante da história bastante confusa. Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Eu li esse livro tem muito tempo, mas me lembro de ter gostado, embora tenha achado cansativo a leitura do mesmo. Eu não imaginava de forma alguma que era uma trilogia, vou relê-lo assim que o segundo for lançado, o que vai demorar.

    Bjs, @dnisin
    http://www.seja-cult.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014