Resenha: Enfeitiçadas - Jessica Spotswood

Enfeitiçadas
Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido? Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas. Skoob / Orelha de Livro

Autora: Jessica Spotswood
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Nota: 4/5

Enfeitiçadas é o primeiro livro de As Crônicas das Irmãs Bruxas, de Jessica Spotswood, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro.

O livro nos conta a história de Cate e suas irmãs mais novas, Tess e Maura,  e percebemos que nessa época, antes do século XX, as mulheres não recebiam respeito da sociedade. Numa época em que elas deveriam apenas obedecer e ser submissa aos homens. Em Enfeitiçadas a população sabe da existência das bruxas, mas esse assunto é tratado como vergonha e pecado. O trio de irmãs são bruxas e Cate tem muito medo que algo aconteça com suas irmãs. A mãe das meninas acabou falecendo e Cate acabou virando uma mãe para Tess e Maura.

''Submissão - anuncia ele - Vocês devem se submeter à nossa liderança. [...] Iremos protegê -las de sua própria teimosia e vaidade. Devem se submeter à nossa ordem da mesma maneira que nos submetemos ao Senhor. Devem por seu amor e sua fé em nós da mesma maneira que colocamos a nossa n'Ele.''

A Fraternidade é guiada pelos Irmãos, que são caçadores de bruxas e pregam a submissão e os ensinamentos religiosos. A sociedade tem que acatar e submeter as decisões deles, onde se consideram soberanos e predominantes. A Irmandade é composta pelas mulheres e elas vivem isoladas em conventos e dedicam suas vidas ao serviço de Deus, quase como as freiras que conhecemos na nossa realidade.

Quando lia o que os Irmãos falavam das mulheres sentia uma revoltada intensa, já que eles não medem esforços em dizer em como a mulher é perversa e que não tem o direito de pensar ou trabalhar, apenas deve dedicar seu tempo ao marido e ao Senhor.

Toda menina antes de completar 17 anos tem que participar de uma cerimônia de intenção, onde devem anunciar um noivado ou abdicar da sua vida e ir para Irmandade. Uma coisa que percebi na narrativa de Jéssica é a forma como ela abordou temas profundos de uma forma leve, mas ao mesmo tempo traz uma pitada de humor na história. Existe uma profecia na história, mas eu não vou dizer nada e pelo que percebi nos próximos livros ela será mais aprofundada e espero que eu possa descobrir mais, já que a autora deixou algumas respostas para serem respondidas na sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas.

O amor é abordado no livro, mas não é o principal e o que percebi que o mais importante é a força que Cate tem em cuidar de sua família. Claro, tem todo um romance envolvido e Cate tem a oportunidade de se casar com Paul, seu melhor amigo de infância, mas ela não sabe o que quer. Acaba que fica muito próxima do jardineiro, Finn, e o coração dela vai bater forte por esse rapaz. O que será que vai acontecer? Qual o futuro de Cate? Será que ela se casará com Paul? Ou ficará com Finn? Essas perguntas só serão respondidas se vocês lerem o livro, mas aviso que o final é devastador é você vai ficar ansioso pela continuação.

''Vou sempre querer proteger você. Não importa o que aconteça.''

Minha nota para o livro foi 4 e dei essa nota porque fiquei revoltada com o comportado dos homens na história, principalmente dos Irmãos, e eu que prezo tanto minha liberdade não conseguia aceitar esse tipo de atitude. Um livro que mostra o amor pela família, a magia das bruxas e o medo que essa sociedade tem dos Irmãos. Enfeitiçadas é um livro instigante e audacioso, que faz o leitor ficar espantado com o rumo que a autora tomou, além de mostra à luta para salvar quem você ama. O próximo livro é Amaldiçoadas e estou muito ansiosa por ele.

Quotes:
''Alguns coisas valem o risco, não é mesmo? Acredito que ninguém deve ter o direito de determinar o que leio ou quem são minhas amigas. ''
''Mulheres capazes de fazer magia ou são loucas ou perversas. Estão destinadas a um hospício, na melhor das hipóteses, ou a um navio-prisão - se não a um túmulo precoce.''
''A mensagem é clara: mulheres com opinião, estudo demais, muito estranhas ou muito diferentes são castigadas. Elas merecem qualquer destino que as acometer.''





7 comentários:

  1. Oi Jessica,

    Esse livro é um desejo de consumo meu, quero muito ele, acho essa capa tão linda, e não sabia muita coisa sobre a historia do livro, essa é a primeira resenha que leio do livro, acho um absurdo homens pensarem que as mulheres só devem ficar na cozinha, não pode trabalhar e nem, nada, é muito chato e horrível, todos devemos respeitar e sermos respeitados, isso é um sociedade justa.

    Mayla
    http://meulivromeutudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Agora sim Jé! Estava precisando de uma resenha dessa obra que me deixasse com mais vontade de lê-la! Adorei a parte do Audaciosa! Eu adoro histórias assim que vão me surpreender!

    Adorei a resenha e logo vou ler esse livro!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi flor,

    Essa é minha próxima leitura, já li muitas resenhas bem positivas e fico bem curiosa.
    Amo histórias que nos surpreende durante a leitura.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  4. Oi Jessica,
    tudo bem?
    Essa capa não é linda???!!!! Eu adoro esse tema de bruxas. Pelo o que explicou, a autora usou a história de uma forma muito criativa para fazer uma crítica social, adorei isso. E acho que ela deveria ficar com o jardineiro (risos...) . Mas é sério, se ela se interessou por ele, é porque não ama o outro, são só amigos.
    Quero muito ler!!!!
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu acredito que me revoltaria demais com o comportamento dos homens também, e sua resenha não é a primeira em que eu leio sobre a revolta que eles causam na gente...

    Mas tenho visto que em geral as pessoas ficam ansiosas pela continuação, como você ficou. Adoro histórias de bruxas e gosto muito de livros que falam do amor pela família, eles costumam me tocar bastante. Além disso, sou apaixonada pela capa! Quero muito ler!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  6. Oiee =)
    Tenho curiosidade em ler esse livro, espero ganhar em sorteio, rs, pois não irei comprar.
    Sua resenha só veio a aumentar essa vontade, acho que vou ficar indignada como você com o comportamento do homem, preso a liberdade também.
    Beliscões da Máh <3
    Blog

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?!
    Já li algumas resenhas desse livro e sempre falam muito bem.
    Fico sempre curiosa de saber qual a escolha de Cate e como ela vai proteger suas irmãos.
    Sempre achei interessante livros onde mostram o ponto de vistas das bruxas que eram caçadas na Inquisição, a igreja naquela época nunca era boazinha. rsrs

    Quero poder ler esse livro em breve, acredito que vou gostar da leitura.
    Beijos,
    Bell
    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!