29 outubro 2014

Resenha: A Última Chance - Karen Kingsbury

Ellie tem quinze anos e um melhor amigo — e amor — chamado Nolan. Um dia antes de Ellie se mudar para o outro lado do país com o pai, ela e Nolan escrevem cartas um para o outro e as enterram debaixo de um velho carvalho. O plano é se reencontrar no mesmo lugar dali a onze anos para ler o que cada um escreveu. Agora, conforme a data se aproxima, muita coisa mudou. Ellie abandonou sua fé e luta para criar a filha sozinha. Na correria do dia a dia, ela sempre encontra tempo para ver na TV seu antigo amigo Nolan, hoje um famoso jogador profissional de basquete, cuja fé em Deus é conhecida pela nação inteira. O que poucos sabem é que as perdas que ele sofreu na vida pesam em sua alma. Mesmo com toda fama e sucesso.Tanto para a desiludida Ellie quanto para o intenso Nolan, o reencontro é mais do que uma promessa de adolescência — é a última chance de descobrir se é tarde demais para se entregar ao amor. Skoob

Autora: Karen Kingsbury
Editora: Verus
Páginas: 336
Nota: 4/5

A Última Chance, de Karen Kingsbury, foi publicado aqui no Brasil pela Verus, selo do Grupo Editorial Record. Um livro que tem como tema principal a segunda chance, o amor e a fé em Deus. Algumas pessoas gostam de ser avisadas quando algum livro foca na religião, em Última Chance é bem perceptível que focará nisto e a orelha do livro também contém informações.

Ellie Tucker e Nolan Cook são amigos inseparáveis, fazem tudo juntos e possuem uma amizade verdadeira, mas no fundo também existe um romance inocente. Tanto Ellie quanto Nolan são de famílias tradicionais, seus pais são religiosos, mas um acontecimento mudará a vida de ambos. Os pais de Ellie, Allan e Caroline, se separam e a vida da garota muda para sempre.

Allan Tucker é um bom homem, um pai dedicado e que acredita fielmente em Deus, mas muitas vezes exagera. Como no caso de proibir a mulher de usar blusa regata porque isso seria pecado e isto estaria tentando os outros homens. Caroline Tucker é uma bela mulher, inteligente mas que cometeu muitos erros e destruiu seu casamento, fazendo com que Allan e Ellie se mudem de cidade. Mas antes da mudança, Ellie e Nolan escrevem cartas e enterram embaixo de um carvalho e fazem a promessa de que daqui onze anos voltaram lá para desenterrar as cartas. 

Acompanhamos os anos passando e a vida dos protagonistas tomam rumos diferentes, Ellie agora é mãe solteira e luta todos os dias para criar a filha sozinha, já Nolan virou um astro do basquete e é conhecido mundialmente. Eles foram separados pelo erros de outras pessoas, mas terão a chance de se reencontrar e mudar seus destinos. O dia para desenterrar as cartas está chegando, será que eles vão comparecer? Agora esses amigos são pessoas diferentes e ambos tiveram perdas e sofrimentos ao longo da vida, mas será que estão prontos para recomeçar algo que ficou no passado?

No livro a religião que você segue não é o ponto principal, mas sim a fé que você tem em Deus. Ellie não acredita mais e abandonou, já Nolan é conhecido pela sua grande fé. Ele é um personagem apaixonante, não desiste do que acredita ser o certo e luta pelas pessoas que ama. Os personagens da trama terão que reavaliar seus conceitos de vida, questionando-se diversas vezes o que seria o certo e também reconhecer seus erros. A Última Chance é um livro que mostra que nem tudo está perdido e fala muito sobre as pessoas que perderam a fé ou que não acreditam, e também mostra as outras que acreditam fielmente. É um livro sobre perdas e recomeço, sobretudo quando você está na escuridão.

Quotes:
''Ellie queria se importar, queria se sentir tão ligada a Deus quanto Nolan e os pais dele. Mas, se Deus a amava, por que sua vida estava se despedaçando?''
"Quando caiu no sono naquela noite, Ellie não rezou como costumava fazer. Rezar não a tinha levado a lugar nenhum. Não fizera seu pai mudar nem fizera com que Nolan escrevesse para ela. Talvez assim fosse melhor. A nova Ellie exploraria a vida sozinha, sem Deus."





 

17 comentários:

  1. Oi Jé, tudo bom?

    Apesar de ser um livro onde a religião está bem presente, gostei da sinopse do livro. A história deve ser bem interessante. Acabei marcando como desejado no Skoob, mas vamos ver quando vou ter a chance de lê-lo, né? Gostei muito da sua resenha e isso me fez marcá-lo no Skoob também. Adorei. Quatro estrelas não é nada ruim na avaliação. HAHAHHA

    Beijos, Rob

    ResponderExcluir
  2. Parece que tem um estilo meio Nicholas Sparks, né? Essa questão de falar sobre fé e tudo mais. Eu sou cristã, mas geralmente não curto muito esse tipo de livro haha Acho que os que mais gosto e tem uma mensagem de fé por trás são os da Lycia Barros, já leu?
    Beijos
    Iris
    literalmentefalando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Iris, tudo bem? Sim, bastante. Eu também não curto muitos livros que focam na religião, mas este o principal é a fé que você tem. Ainda não li os livros da Lycia, mas tenho vontade de ler A Bandeja. Obrigada pelo comentário. Beijos!

      Excluir
  3. Ola Jess independente da religião manter a fé nos faz seguir em frente né? Gostei da premissa do livro e fiquei muito curiosa com relação ao reencontro dos dois como será. Pretendo ler em breve e matar minha curiosidade. beijos lindona

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Oii,

    Eu gostei muito dessa resenha. Gosto desse negocio de desinterrar cartas e tals, mas principalmente quando usam a Fé nem usar a religião. São coisas diferentes que movem o mundo. Gostei bastante!

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Eu tinha curtido o lançamento do livro, então adorei ver a resenha por aqui *-*
    O livro indica que existe a religião e a fé? Palmas para a Verus porque isso é tão raro..
    Mas nesse caso não parece ter sido algo predominante. Achei que a história deles tem muito potencial, e ai meu deus, eles vão se encontrar ?!
    Fiquei ainda mais curiosa com a história =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dreeh! Sim, o livro foca na fé que você segue. Nem todos os livros de religião eu gosto, mas A Última Chance me agradou. Não posso contar..rsrsrs, mas é uma história de superação e a luta para descobrir quem você é de verdade. Beijos!

      Excluir
  6. Não é qualquer livro que foca em religião que me interessa, mas como nesse o que importa é a fé que a gente tem em Deus, e não a religião específica que a pessoa segue, me interessei por ele. Achei bem interessante essa questão de eles escreverem as cartas e combinarem de ler tanto tempo depois, fiquei curiosa para saber como as coisas se desenrolam, as pessoas mudam muito em 11 anos, mas espero que um consiga fazer bem ao outro!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju! Exatamente como eu, nem todos os livros de religião eu gosto mas A Última Chance me surpreendeu e eu gostei. Sim, foca bastante na fé. Obrigada pelo comentário. Beijos!

      Excluir
  7. Eu gosto de um livro que foque na fé, como A Cabana, eles sempre tem uma boa lição! E eu nem imaginava que esse livro seria assim!
    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Desconhecia o livro, mas adorei a capa!
    A premissa do livro é bem interessante, mesmo não tendo o hábito de ler livros sobre fé e religião!
    Talvez arriscaria a leitura!

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  9. Eu não conhecia esse livro, mas fiquei interessada, confesso que se fosse só pela capa eu não leria ele, pois ela embora bonita e colorida, não chamou a minha atenção, mas a sua resenha me fez querer ler o livro, ele parece ser simplesmente lindo. Às vezes perdemos coisas e nos separamos de quem amamos por conta do erro dos outros mesmo, mas sempre há uma forma de recomeçar e esse livro tratar disso me deixa interessada, pois histórias assim sempre trazem uma mensagem maravilhosa para o leitor *-* Enfim, adorei a sua resenha, ficou ótima oo/

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Jessica
    eu vi quando lançou o livro e apesar de achar interessante, decidi não ler por conter traços religiosos. Não é um leitura que me agrade, apesar de crer em Deus e tal.
    Eu gostei que você mencionou a progressão temporal e como os protagonistas se afastam e tomam rumos diferentes daquele amor inocente da infância.
    Adorei sua resenha.

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Jessica,

    Eu não conhecia o livro, e no inico não me chamou muita atenção, mas com o desenvolvimento da resenha, senti que eu deveria ler esse livro, a capa é muito bonita e simples, e esse foi outro ponto que me chamou atenção, quero saber se os dois foram o encontro depois de tanto tempo separados.

    Mayla

    ResponderExcluir
  12. Só pela capa eu teria ficado interessada, mas quando li a sinopse fui completamente fisgada. Sou cristã e gosto muito de livros que envolvem a temática da fé, mas concordo que os leitores devam ser avisados. A sinopse em si deixa bastante claro o tema a ser tratado e ao mesmo tempo convida o leitor. Fiquei muito curiosa pra saber o que aconteceu nesses 11 anos e como foi o reencontro. Dica anotadíssima!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Jessica!
    Não conhecia o livro, mas amei conhecer através da sua resenha *-*
    Fiquei mega interessada no livro, sem contar que essa capa é linda!
    Quero saber se eles vão se reencontrar como o prometido, se vão ficar juntos, enfim desejando muitíssimo.

    Amei sua resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá Jess,
    sempre é bom ressaltar quando o livro é sobre religião e fé. Pois tem leitores que não curtem isso.
    Eu mesma não gosto muito, acho que de uma forma o autor ou autora tenta nos forçar a ver algo ou ate mesmo mudra de religião.
    Mas pelo que li na sua resenha, o foco não é bem isso, claro que ele aborda o assunto, mas quem não tem fé? Me diz ai? Acho que quando se fala nisso, na superação, no que a fé é capaz em fazer pelas pessoas. Acho que a leitura é valida, ao menos a mim.
    Vou procurar pelo livro e quem sabe ler ele e tirar minha conclusões. Acredito que eu vou gostar.
    Parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014