26 fevereiro 2015

Resenha: Mar da Tranquilidade - Katja Millay

Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer. Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances. Skoob / Orelha de Livro

Autora: Katja Millay
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Nota: 5/5 FAVORITO

''Às vezes é mais fácil fingir que não há nada de errado do que encarar o fato de que está tudo errado, mas não podemos fazer nada.''

Mar da Tranquilidade, de Katja Millay, foi eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal e aqui no Brasil foi publicado pela Editora Arqueiro. A autora traz vários conteúdos profundos na trama e a história é de dois jovens que viram a dor de maneiras diferentes. Nastya Kashnikov perdeu sua identidade, sua voz e foi privada daquilo que mais ama. Depois de dois anos e meio, muda de cidade para escapar de seu passado sombrio e não deseja revelar para ninguém o que aconteceu com ela. Já Josh Bennett é conhecido por perder todas as pessoas que ama, sua história não é segredo para ninguém. Tudo que ele amava foi sendo retirado dele ao longo do tempo e com 17 anos as pessoas não desejam aproxima-se dele porque é um sinônimo da morte, exceto Drew Leightin. Ele é seu melhor amigo e a família de Drew também o protege, mas Josh não é de demonstrar sentimentos pois quando se perde tudo que ama tem medo de voltar a amar.

O plano de Nastya era não deixar ninguém se aproximar, mas ele não dá certo quando conhece Josh. Ele é exatamente como ela: antissocial. Claro que percebe que as pessoas não se aproximam dele, o que a deixa intrigada para conhecê-lo melhor. Quando isso vai acontecendo a atração entre eles é inevitável, mas será forte o suficiente para ficarem juntos? Além do fato de Josh saber que Nastya possui segredos obscuros e ao mesmo tempo que quer descobrir tem medo do que pode ser revelado.

Na história muitas pessoas julgam aquilo que não sabem e vários personagens da trama passam por essas dificuldade, de como as pessoas nos rotulam tão facilmente. Falando em personagens tenho que destacar Drew, que deixou a trama mais divertida com seu charme e suas conquistas, mas percebemos que ele não é só isso. É inteligente, ama profundamente e é um amigo leal. A capa do livro é linda, com esse duplo sentido onde temos um pote de sorvete derramado no chão, mas ao mesmo tempo mostrando dois rostos, de um homem e uma mulher. A letra está num tamanho ótimo para leitura e uma diagramação básica, mas encontrei pequenos erros de revisão.



É difícil expressar o que esse livro me causou, a forma como ele impacta o leitor e a escrita crua e até mesmo lírica da autora faz com que você não esqueça esse livro. Nem todos meus elogios nesta resenha são suficientes para mostrar como grandiosa é essa história e eu só posso agradecer por Katja ter escrito um livro tão magnifico e brutal, mas profundamente intenso. Ele mostra que não somos perfeitos e algumas pessoas passam por dores que nem conhecemos, mas muitas são capazes de superar.

Alternando entre o ponto de vista de Nastya e Josh, Katja Millay trouxe uma narrativa de tirar o fôlego e construída de forma intensa, rica e emocionante. É aquele tipo de livro que você nunca esquece, ele toca você de todas as maneiras possíveis e vai partir seu coração. Os personagens tão complexos transbordam sensibilidade, tristeza e amor. Mar da tranquilidade também fala sobre amizade, família, perdão, segundas chances e como julgamos as pessoas à primeira vista. É uma jornada emocionante desde a primeira página e uma leitura obrigatória para todas as pessoas.

Quotes:
''Todas as escolhas que fiz desde que minha vida entrou em combustão espontânea foram questionadas. Nunca faltou gente pronta para julgar o modo que escolhi para lidar com as coisas.''
''Eu vivo num mundo sem magia nem milagre. Um lugar onde não há clarividentes nem metamorfos, anjos ou garotos super-humanos para nos salvar. [...] O peso da realidade nos meus ombros é tão grande que às vezes me pergunto como ainda consigo ergue os pés para caminhar.''
''As pessoas gostam de dizer que o amor é incondicional, mas isso não é verdade. E mesmo que fosse incondicional, o amor nunca é de graça. Sempre vem acompanhado de uma expectativa. Todo mundo sempre quer algo em troca. Tipo, querem que você seja feliz, ou o que for, e isso nos torna automaticamente responsáveis pela felicidade dos outros, porque eles não serão felizes a menos que você também seja.''




 

8 comentários:

  1. Oi Jess tudo bem? eu estava dando pouco para o livro, mas depois das diversas resenhas que li sobre fiquei super instigada, ainda mais por se tratar de um NA, gênero que aprendi a amar, com certeza vou adquiri meu exemplar ^^

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  2. Oi, Flor! Tudo bom?
    Uau, que começo de resenha é essa? Quero derramar mil lágrimas aqui, com sua descrição dos acontecimentos tão inesperados e tristes para eles. Sabia que no fim, teriam uma ligação, querendo ou não, são quase imunes ao que pode acontecer com cada um. O livro me parece ser ótimo, apesar do toque de drama, temos ai um espaço para o bom humor, sem contar que abre nossos olhos para um assunto sério e importante, que é o fato de rotularmos as pessoas e acharmos que já sabemos como ela é. Como você, adorei a capa e estou indo colocar o livro na minha lista, impossível não fazer!
    Estou encantada com seu blog, e virei seguidora <333

    Beijinhos,
    www.percepcoes.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fernanda, tudo bem? Obrigada pelo comentário, fico feliz que tenha adorado a resenha. Leia sim, esse livro é perfeito. Beijos!

      Excluir
  3. Adoro narrativas alternadas, e adoro principalmente livros que nos tocam e partem nosso coração, principalmente se forem acompanhados de uma alternativa de tirar o fôlego. Quero ler esse livro faz tempo, e a cada resenha que leio a vontade aumenta, me pareceu realmente extraordinário.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi, Jéssica!
    Ai menina, sua resenha me deixou com o coração na mão!
    Eu sou louca pra ler esse livro, e cada vez que vejo uma resenha dele eu fico agoniada, pois ainda não consegui ler. Espero mudar isso em breve.
    Ver o quanto o livro te tocou e o quanto a historia é marcante, só me faz deseja-lo ainda mais.

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  5. Olá Jéssica, esse livro parece ser muito bom e saber que ele traz uma mensagem que nos toca só aumento minha vontade de lê-lo e é claro que o enredo parece ser muito bom <3

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha Jessy! Estou ansiosa para ler Mar da Tranquilidade! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Quando eu li esse livro não esperava que ele fosse tão maravilhoso. Li esse livro em poucas hrs e quando terminei deu vontade de começar de novo. Emprestei a algumas amigas, e logo já tinha fila pra pega-lo emprestado comigo. É um livro que fica na sua cabeça e te leva a pensar e um monte de coisas, ele me inspirou muito, enfim é um dos meus livros favoritos!! amei a resenha

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014