29 abril 2015

Dica de Leitura: A Filha do Sangue - Anne Bishop

Título: A Filha do Sangue
ISBN: 9788567296104
Editora: Saída de Emergência Brasil
Ano: 2014
Páginas: 432
Nota: 4/5
Sinopse: O Reino Distorcido se prepara para o cumprimento de uma antiga profecia: a chegada de uma nova Rainha, a Feiticeira que tem mais poder que o próprio Senhor do Inferno. Mas ela ainda é jovem, e por isso pode ser influenciada e corrompida. Quem a controlar terá domínio sobre o mundo. Três homens poderosos - inimigos viscerais - sabem disso. Saetan, Lucivar e Daemon logo percebem o poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente. Assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, no qual as armas são o ódio e o amor. E cujo preço pode ser terrível e inimaginável. Skoob / Orelha de Livro

Sabe quando você lê um livro diferente de tudo que você já leu e ele é incrivelmente fantástico que você nem sabe direito como falar sobre ele? Foi exatamente isso que senti com este livro. A Filha de Sangue é o primeiro volume da Trilogia das Joias Negras de Anne Bishop. A história se passa no Reino Distorcido, o qual vem esperando que uma antiga profecia se cumpra: a chegada de uma nova Rainha. Saetan, Lucivar e Daemon farão de tudo para proteger, servir e tentar dominá-la. 

A sociedade dos Sangue é matriarcal, formada por uma raça mágica que se utilizam da "Arte" (magia), está dividida em castas onde a hierarquia de força mágica é determinada pela cor de uma joia que lhes é dada por direito de progenitura durante uma cerimônia de iniciação de oferenda às Treva. Quanto mais escura for a pedra, maior será o seu poder. 

Nesse mundo governado por mulheres, os homens que são escravos sexuais que usam Anéis de Obediência em seus órgãos genitais, que servem para controlar e torturá-los. No meio dessa loucura toda, existe uma "profecia" de que A FEITICEIRA, a verdadeira rainha, detentora de um enorme poder, mais poderosa do que qualquer ser que já existiu viria governar trazendo uma nova era para os seus súditos, guiando-os em direção à liberdade e igualdade. 

Daemon SaDiablo, o Sádico, um escravo sexual usuário da Pedra Negra, mais do que ninguém estava disposto a servir a essa Rainha, pois acreditava que seus destinos estavam entrelaçados e que ele é o par perfeito para ela.

Mais de 500 anos depois surge Jaenelle, uma menina com habilidades extraordinárias que pode transitar por vários mundos, inclusive o inferno. Os homens da família "do Sangue" tem um interesse muito grande no potencial mágico dela, pois acreditam que ela pode ser a tão esperada rainha e eles querem tê-la sob seu controle. Jaenelle é uma personagem confusa no começo, sendo apenas uma criança inicialmente com apenas 7 anos, mas às vezes se mostrava oscilar entre maturidade e a ingenuidade legítima de uma criança. Tudo indica que ela é a rainha tão esperada e com certeza veremos grandes coisas dela nos próximos livros. Em "A filha do sangue" ela se mostra muito misteriosa no começo se transportando pelas dimensões, mas no decorrer da história conhecemos mais dela, sobre sua família e as razões de Jaenelle ser como é.

Pai (Saetan) e filhos (Daemon e Lucivar) têm uma rixa e cada um tem um motivo para se aproximar de Jaenelle, mas isso vai deixar de importar quando eles começam a perceber que ela (que só tem 12 anos) está em perigo e como estão “apaixonados” se unem para protegê-la. Saetan e Daemon têm grande participação e importância nesse livro, mas a participação Lucivar foi pouco explorada e espero ver mais dele nos próximos volumes.

O livro é meio louco, com alguns acontecimentos tranquilos e de repente umas coisas bem cruéis e chocantes (grotescas e repulsivas). A Filha do Sangue é muito diferente de tudo que eu já li. A autora te joga na história e não faz a ambientação. Mas antes da leitura tem um resumo de personagens, hierarquia das castas e das jóias que são muito úteis para entender a leitura. Por se tratar de uma história que tem as trevas como plano de fundo e várias vezes o inferno como cenário me incomodou bastante no começo, normalmente não leio nada que tenha demônio no meio ou que seja relacionado e envolvendo religião. Mas depois ignorei. Não tem nada relacionado à religião. 

Não estava gostando tanto até a metade, porque achei muito confuso com tantas dimensões/mundos e tal, mas dá metade para o final já estava completamente acostumada e até parei de ficar consultando o guia das castas do começo. A Filha do Sangue deu um nó na minha cabeça, mas de um jeito bom... É uma viagem extraordinariamente fantástica e incomparável que me deixou com um gostinho de quero mais. O próximo volume da série é “A Herdeira das Sombras" e que estou arrancando os cabelos de ansiedade para ler.

Quotes:
“Olhos antigos. Olhos vorazes. Olhos perturbados, sábios, que viam.”
"Poderia aceitá-la. Poderia amá-la. Ou poderia temê-la. A decisão cabia a ele, e o que quer que decidisse aqui e agora seria uma decisão com a qual teria de viver.”
"- Criança-feiticeira, acertar as bolas de um homem pode ser uma forma eficaz de lhe chamar atenção, mas não é algo que uma criança deva fazer. - Estremeceu quando Jaenelle centrou nele toda a sua atenção.''
''- E por que não? - interrogou. - Um amigo me disse que era isso que eu deveria fazer se um macho algum dia me agarrasse por trás. Ele me fez prometer."






10 comentários:

  1. Olá !!

    Eu já vi varias resenhas sobre esse livro mais não sabia como ele meeesmo, voc~e colocou alguns detalhes super importantes sobre ele.
    Eu tbm não costumo ler livros que envolva religião ou algo assim, mesmo esse sendo um pouco confuso no inicio, acho que eu adoooraria ler sim :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Brenda, eu quero ler essa trilogia desde que vi esse primeiro livro, ele parece ter um plano de fundo bem dark e um enredo bem desenvolvido, mesmo você achando meio confuso no inicio e ter que ficar consultando o guia no começo do livro toda hora ainda tenho vontade de lê-lo <3

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  3. Oi Brenda, eu tenho vontade de ler esse livro a algum tempo mas ainda não tive a oportunidade.
    Quero conhecer esse mundo governado por mulheres onde os homens são escravos sexuais. Acho a história meio louca mas interessante. Espero poder conferir em breve.
    Parabéns pela resenha.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  4. Que medo, cerimônia de iniciação de oferenda às Trevas... hehe... credo. Olha, esse livro eu queria ler quando foi lançado só pela capa. Mas, depois que fiquei sabendo de alguns detalhes sobre essa tal sociedade matriarcal desisti de ler, como é o caso desses Anéis de Obediência que os homens usam em seus órgãos genitais. Oi? Que coisa mais estranha. Sinceramente, não é para mim, mas que bom que gostou.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Brenda, sua linda, tudo bem?
    Eu adoro essa capa, acho ela linda. E o gênero de fantasia é um dos meus preferidos. Só não sabia que era um pouco confuso no início. Mas se depois você ganhou fôlego e está desesperada pela continuação, é porque deve valer a pena. Não vejo a hora de ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Brenda!
    Caramba, essa história parece louca mesmo. Homens que são escravos sexuais e usam um anel no órgão genital para tortura? rsrs Loucura mesmo! E fiquei meio confusa quanto a protagonista, ela é uma criança/adolescente? Ela cresce durante a história é isso? Eu já fiquei confusa com a resenha, imagino você lendo o livro com tantas outras informações. Fiquei curiosa, queria entender melhor a história. Talvez eu leia.

    Beijinhos!
    Jaque | Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaqueline, tudo bem?
      Respondendo sua pergunta, ela cresce sim durante o livro. Começa com sete anos e termina nesse com doze. Mas em relação a sua maturidade não posso revelar porque seria spoiler hahah ;)
      Bjin

      Excluir
  7. Olá, tudo bem?

    Meio louco? HAHAHAHA Essa autora estava sob efeitos de chá de cogumelo quando escreveu HAHAHAHA. Adoro livros que envolvem magia e feitiçarias, e acho que esse lance da sociedade matriarcal e as pedras da cerimônia serem algo diferente do que já li, mas todo esse lance de homens como servos e anéis genitais me convenceram a não ler, mesmo com todos os prós. A capa é linda e ficaria ótima na estante, quem sabe eu não compro?

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ola Brenda lindona eu amei a capa , e lendo sua resenha o que me deixou com pé atrás foi esse excesso de informações como comentou dimensões, etc. Muita informação se não colocada de maneira correta cansa o leitor. Mas pela capa vou arriscar. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  9. Você vqi adorar o volume seguinte! Já não há tantos maltratos e lucivar participa muito mais

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014