Mania em Série: iZombie - 1x02 ''Brother, Can You Spare A Brain''

Título: iZombie
Criadores: Rob Thomas e Diane Ruggiero
Estreia: 17 de março de 2015
Ano de Produção: 2015
Emissora: CW
Gênero: Comédia dramática, Terror, Policial
Elenco Principal: Rose McIver, Rahul Kohli, Robert Buckley, Malcolm Goodwin, David Anders.
Sinopse: Liv (Rose McIver), Ravi (Rahul Kohli) e Clive (Malcolm Goodwin) trabalham juntos para resolver a misteriosa morte de um pintor famoso. Liv encontra-se consumida de paixão depois de comer o cérebro do pintor e não consegue resistir de tentar seduzir Major (Robert Buckley). Enquanto isso, Blaine (David Anders) faz uma visita surpresa ao necrotério.

Salve Galera! Sexta-feira chegou e hoje é dia de “MANIA EM SÉRIE”, estamos um pouco atrasados com os episódios em relação às exibições da CW, mas já chegaremos lá. Pra não enrolar muito, vamos a uma recapitulação feita pela própria Liv: ''Meu nome é Liv Moore e eu meio que morri. Eu tinha uma carreira promissora e um ótimo noivo. Então fui à pior festa num barco e me tornei um zumbi. Agora trabalho no necrotério pelos cérebros, mas ao comer, há efeitos colaterais. Eu adquiro a personalidade da vítima e tenho visões que uso para resolver o assassinato. Trabalho com o detetive que acha que sou psíquica e meu chefe, o médico legista, que é o único que sabe meu segredo. SOU UMA ZUMBI JUSTICEIRA.''



O episódio da semana começa com o típico caso da semana. Javier, um pintor famoso, é encontrado morto por sua esposa e seu “empresário”. A investigação criminal tem início, levando-nos a grande questão: “Quem matou Javier?”. Clive parece bastante cético ainda em relação às “habilidades” de Liv, mas ele já tem sua teoria pronta em relação ao crime em questão. ''Foi a esposa. Todas às vezes é a esposa, a menos que ela esteja morta, ai é o marido – diz ele.'' Será?

Nesse episódio começamos a perceber como Liv começa a desenvolver um senso de justiça, onde acredita que precisa fazer algo para ajudar a humanidade com suas novas habilidades. Neste caso, comendo cérebros e ajudando a resolver assassinatos. Talvez ai esteja à receita de o seriado ser tão bem aceito. Vemos também o primeiro encontro “cara a cara” de Liv e Major, após 5 meses. É fácil perceber o quanto a jovem zumbi se vê dividida entre sua condição e o amor pelo ex-noivo, levando-a a ignorá-lo, embora fique bem evidente o quanto sua presença ainda mexe com seu coração.

Os pesadelos com o Zumbi que a transformou continuam, o que leva a uma busca quanto ao paradeiro do estranho. Sem resultados, é claro. Como já esperado, Liv se alimenta do cérebro de Javier e passa a possuir traços de sua personalidade, o que a deixa um tanto quanto sentimental em relação às coisas a sua volta. 

A busca pelo zumbi dos pesadelos leva Liv a divulgar um retrato falado na internet o que chama a atenção do referido, fazendo com que ele venha até ela. A cena que abre com a frase: “Dois zumbis no necrotério” são carregados de tiradas sarcásticas sobre a condição dos dois. Vale destacar os comentários sobre o “modo-zumbi”. Blaine diz não se lembrar de nada da noite da festa no barco, mas isso não convence. (Ai tem treta! Rs’).

O caso de Javier avança. Duas novas testemunhas são ouvidas, mudando a direção do caso. Liv agora demonstra viver uma grande paixão, buscando um sentido em seu mundo. Em paralelo a isso, vemos Blaine envolver-se com uma bela senhora, o que termina com sua transformação em zumbi. Quais seriam os seus planos?

Chegamos ao grande ápice do episódio em uma mostra póstuma das artes de Javier. Todos os tidos como “suspeitos” estão presentes e uma jogada de mestre realizada pelo nosso querido detetive nos leva a uma grande revelação que encerra por vez o caso de Javier. E, é claro, que se você também quiser saber quem deu fim a vida do pintor apaixonado terá que assistir o episódio e assim como eu encontrar a resposta para a teoria de Clive: “Será mesmo sempre a esposa?”


[SPOILER] Para fecharmos o episódio vemos Liv, guiada pelas novas emoções adquiridas, buscar o ex-noivo e se declarar. Claro que tudo isso cria uma grande confusão na cabeça do rapaz que a afasta. Bem, eu também me afastaria, afinal 5 meses correndo atrás da paixão e tomando “gelo” e, de repente, ela resolve que não consegue viver sem ele? De cara assim não da pra aceitar, né! Confesso que torço pelo casal, embora ache difícil que isso possa dar certo. OBS: Estaria Blaine tentando criar um exército de Zumbis para tomar o controle da cidade?


Promo do Episódio:



João Henrique

15 comentários:

  1. Oi João,
    não sei ao certo mas acho que já ouvi falar vagamente sobre essa série que parece ser bem interessante pelo que você descreveu nesse post. Curto uma saga nacional de zumbis e comecei hoje the wlaking dead quem sabe eu não assista essa série futuramente?
    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Apesar dessa série não ter muito a ver com as HQs das quais foi adaptada, estou adorando a história da Liv. Infelizmente todo começo de série do tipo tem o famoso "caso da semana", mas aos poucos (já estou no episódio 4) vou percebendo que a história de fundo envolvendo Blaine e os demais estão aos poucos sendo mais desenvolvidas para ao final ter um mega plot twist. Não sei se já viu até onde vi, mas esse Blaine tem de tudo para ser um mega vilão, pois ele não perde tempo e faz o que tem que fazer pra conquistar respeito e poder.

    Achei meio forçado o lance da Liv procurar o Major e todo o final desse episódio, mas vamos ver no que isso tudo vai dar.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ei João!
    Haha, esse seriado é bem esquisitinho viu KKKKKKKKKKKKKK
    Uma amiga está assistindo e me indicou, o mas o fato da protagonista ser uma zumbi não me chama atenção. Eu não consigo gostar de nada desse meio sobrenatural ai. Zumbi é uma criatura que não me instiga curiosidade. Sempre acho muito sangrento e nojento. Acho que vou me guardar para uma próxima dica :3

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá João!

    Essa série está mexendo com a cabeça da galera, todo mundo está falando dela. Mas eu não sou fã desse estilo :(
    Eu acompanho mais sériesde comédia ou drama, zumbis não são meu forte.

    Fico feliz que esteja agradando :)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Ei João, suas postagens tem de deixado bastante curiosa com essa série, mas continuo resistente a séries de zumbis depois de ter visto duas temporadas de the wlaking dead kkkkkkkk
    Parabéns!
    Bjin da B

    ResponderExcluir
  6. Oi, João, tudo bem?
    Nossa, nunca tinha ouvido falar sobre esse seriado, rs. Até achei a proposta interessante e me deixou um pouco curiosa, mas, não é um pouco repetitivo?
    Não sei, já vi nos últimos anos várias e várias séries e também diversos livros com a temática de zumbis, e, por causa disso, tenho um certo receio. Mas, já que você gosta tanto, tentarei dar uma olhada. Quem sabe a série me conquista ;)

    Beijos,
    Letícia Lançanova
    Palácio de Livros

    ResponderExcluir
  7. eu achei foi pouco o major ter mandando ela sair de lá. num to dizendo ela só foi se atirando pq comeu aquele cérebro. se não fosse isso o cara ainda tava lá sem ela ter demonstrado nada.
    eu teria contado logo pra ele.
    eu to empolgada depois que vi o 5 episódio esses dias, mas depois de falar do primeiro no meu blog, só pretendo falar da série quando terminar a primeira temporada.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  8. Cara, que plot mais maluco! Achei meio viagem, fora da caixinha, mas ok, eu não curto zumbis (chorando porque escolheram um livro com esse tema no clube do livro. :/). Mas confesso que fiquei um pouquinho curiosa por conta da pegada policial, adoro!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Oi João, tudo bem?
    Eu vi um anúncio dessa série em outro blog também. Gostei muito da trama policial, achei bem diferente, na verdade, ela comer cérebros é de arrepiar, risos... Imagine, ela é uma arma imortal, ninguém pode fazer nada contra ela, pois ela já está morta, de certa forma. Se eu tivesse tempo eu iria conferir, mas anotei a dica.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Acho realmente muito legal essa habilidade dela e mais legal ainda ela ter começado a desenvolver um senso de justiça, mas zumbi pra mim realmente não dá. Só de saber que ela come os cérebros me embrulha o estômago. :/

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi João, tudo bem? Não gosto muito de ler críticas de episódios, pois eu tenho aquela vontade de descobrir tudo e me surpreender com as coisas que acontecem no episódio. Mas como já disse no outro post, tenho bastante vontade de assistir essa série, e que bom que está sendo bom e bem aceito pelo público.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  12. OI João!
    Eu amo essa série!
    Já estou bem adiantada, mas te juro que por um momento achei que o assassino era outro. Achei que o enfoque cômico foi deixado de lado e nessa atual pegada, a série pode ser renovada!
    Adoro a Liv e gostaria que ela e o ex voltassem!
    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  13. Oi, João!
    Eu inda não assisto essa série, e digo ainda pois sou viciada em séries, e provavelmente quando surgir a oportunidade vou vê-la.
    Algumas amigas já me falaram dela, e são só elogios, e você também. Então acho mesmo que preciso conferir.

    Beijinhos!
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  14. Oi João, tudo bem?
    Um amigo me indicou essa série mas fiquei com nojo dela só de ver o trailer. Aquelas cenas em que ela come cérebros humanos me deixou na dúvida se quero acompanhar essa história.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  15. Joçao confesso que séries com esse tema não me chamam muito atenção., mas lendo sua postagem fiquei aqui curiosa com esse casal e essa protagonista indecisa. Devido a falta de tempo quase não assisto. Mas anotei a dica. abraços

    Joyce

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!