14 maio 2015

Resenha: A Menina Mais Fria de Coldtown - Holly Black

No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio. Skoob / Orelha de Livro

Autora: Holly Black
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Nota: 3/5

No mundo de "A menina mais fria de Coldtown" os vampiros viviam escondidos até que um deles, Caspar Morales, resolve se revelar ao mundo e sem querer, ao se alimentar livremente sem intenção de matar suas vítimas acaba por infectar muita gente. O vampirismo é uma espécie de infecção que inicia com um resfriado, mas quem é infectado tem chace de cura se permanecer por um determinado tempo sem beber sangue humano, oitenta e oito dias para eliminar o veneno pelo suor do corpo, caso contrário ele se transforma em vampiro.

Depois de uma noite de festa, Tana é uma das poucas sobrevivente de um massacre causado por vampiros e acorda em um banheira de uma casa cheia de corpos sem vida, seu ex-namorado, Aidan, preso e infectado numa cama e o vampiro Gavriel.

Meio confusa e sem lembrar dos acontecimentos da noite anterior, Tana se vê ameaçada quando a casa é atacada por vampiros novamente e ela resolve soltar Aidan e Gavriel e eles fogem juntos em direção a uma Coldtown que são lugares de "quarentena" com transmissões ao vivo na TV, criados pelo governo na tentativa de manter os humanos a salvo, onde alguns vampiros estão presos, alguns infectados ficam para completar sua transformação ou se curarem e algumas pessoas vão em busca da imortalidade e glamour, mas ninguém nunca sai de lá.

Aidan não tem esperanças de cura e quer se transformar em vampiro, mas não quer passar por nada disso sozinho e o tempo todo pede para que Tana não o abandone, o que é meio fofo e chato ao mesmo tempo. Tana é forte e corajosa e o seu passado é sombrio e traumático, surpreendentemente chocante envolvendo e vampiros, que vamos conhecendo melhor conforme avançamos na leitura. Gavriel é o meu personagem favorito. Ele não mostra quem realmente é de verdade, mas aos poucos vamos o conhecendo melhor e seus reais motivos nessa jornada.

O livro é narrado em terceira pessoa por um narrador onisciente que nos apresenta em capítulos intercalados o passado e o presente. A trama não é nada do que eu esperava tratando-se de um enredo que envolvem vampiros sanguinários. Mesmo cansativa nos prende pelo mistério envolvido e por ficarmos extremamente curiosos com as possibilidades que cercam a jornada do trio, incluindo o risco que Tana está correndo em viajar com um infectado e um vampiro, sendo ela humana.

A narrativa é enrolada e lenta. Esperava mais adrenalina, mais sangue e crueldade, mas Coldtown se mostra um big brother da vida, um reality show para divertimento e entretenimento de quem está fora e eu achei tudo isso bobo e fraco perdendo todo o sentido do "frio". Fiquei aguardando ansiosamente pela menina mais fria de Coldtown, mas para mim ela não apareceu e o final me decepcionou.

Book Trailer:


Quotes:

"Quando um vampiro mordia alguém, um pouco de seu próprio sangue sujo entrava no fluxo sanguíneo humano, causando a infecção."

"Vampiros são predadores, e nós somos as presas. Isso é algo que vocês nunca podem esquecer."

"Todo mundo tinha medo de morrer, e os vampiros nunca morreriam. Desejar ser um vampiro era tentador, até mesmo se não fosse todo mundo que tivesse coragem de tentar."

"O lugar não se parecia nem um pouco com uma prisão. Os portões apreciam a entrada de um antigo templo ou a abertura para algum país encantado. [...] Nas gravações feitas por câmeras acopladas a helicópteros, eles não irradiavam a mesma sensação majestosa que emanavam agora."

"Todo herói é vilão de sua própria história."

"O perigo é um vício terrível, mas é disso que eu gosto, da clareza de pensamento que ele provê."







15 comentários:

  1. Estou com esse livro na fila, na infinita fila de leituras. Ainda não tive tempo e nem muito ânimo de ler, sempre vejo resenhas falando sobre esse desenrolar lento e essa falta de ação no livro. Uma pena...

    Café com Letras

    ResponderExcluir
  2. Ola, apesar de não gostar do genero literario gostei da resenha da Brenda, os quotes ficaram massa adorei esse, "Todo herói é vilão de sua própria história."
    super verdadeiro rsrs
    Um Abraço
    www.marichic.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Brenda!
    Eu tenho esse livro, mas ainda não tive tempo para ler.
    A história parece ser muito interessante. Achei uma coisa inédita o vampirismo ser um vírus.
    Assim que puder quero ler e conferir o livro na integra.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa Brenda, estou meio sem palavras aqui, sempre ouço falarem muito bem da escrita desta autora e esperava muito mais de A Garota mais Fria de Coldtown, porém pelo que li da sua resenha essa parece ser uma leitura arrastada e quando o livro é assim eu definitivamente acabo não me gostando e abandonando. Mas entendo que algo deve nos prender até o fim, como você disse, não sou fã de reality show e talvez isso seja mais um ponto negativo fazendo o livro se tornar fraco. Acabei me desanimando aqui :(

    ResponderExcluir
  5. Olá Brenda, quando esse livro lançou fiquei morrendo de vontade de lê-lo, mas depois de algumas resenha como a sua não sei mais se quero tanto lê-lo, principalmente por a leitura ser cansativa e a historia estar decepcionando todo mundo...

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  6. Ola Brenda amo o universo dos Vampiros, por isso já estou com o livro para ler, gostei da capa do livro . Uma pena que o final te decepcionou, é tão ruim quando a leitura acaba assim. Mas irei dar um crédito ao livro pelo fato de ter vampiros. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Brenda. Eu adoro esse livro!! <3 Assim como você me encantei com Gavriel e acho que ele se tornou um dos meus personagens favoritos da vida. Mas que ele seja bem misterioso e pouco sobre ele é revelado, ou melhor, o lado mais ~~sentimental dele. Ao contrário de você não achei a narrativa lenta; apesar de ter esperado mais sangue e violência e etc etc etc, mas gostei de como Holly seguiu com a história. Beijos.
    Blog Clicando Livros

    ResponderExcluir
  8. pena que o livro decepcionou você =/ e diferente de vc eu gostei do livro (gosto é mt louco mesmo né?)
    achei que a personagem poderia ser melhor e mais interessante. o final tbm me desanimou pq ela que combater a parada lá ao invés de abraçar a causa.
    enfim pra mim foi uma boa leitura, mas não uma das melhores.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  9. Oii
    Eu sempre fiquei curiosa sobre esse livro, mas agora fiquei com um pé atrás por ele ser lendo e meio que decepcionante. Vamos ver se eu gosto dele ou não.
    Adorei a resenha!

    Beijos
    http://www.sacudindoaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Você disse coisas que me animaram e coisas que me desanimaram... rs... a narrativa ser enrolada e lenta realmente é algo que me dá bastante preguiça. Mas, em compensação, o fato de ter menos sangue e crueldade do que você esperava é um ponto super positivo pra mim... gostei de outro livro da autora que li, mas não sei se um dia vou me animar a ler este, apesar de tê-lo na estante.

    Beijo.

    Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi Brenda, tudo bem??
    Gostei de sua sinceridade de sua resenha é uma pena que o final foi decepcionante e o que era prometido ao título não estava no enredo... é tão ruim quando acontece isso... eu sempre tive vontade de ler esse livro... mas diante de sua decepção e que não foi a primeira fiquei com receio... xero!!

    ResponderExcluir
  12. É, eu também esperava mais desse livro. Narrativas lentas e enrolada me desanimam, principalmente no começo da leitura.
    Beijos
    Porão da Liesel

    ResponderExcluir
  13. Olá Brenda, uma pena quando a narrativa se arrasta e o final decepciona, principalmente quando esperamos tanto do livro. Eu tenho esse livro aqui na estante, mas tenho lido tanta resenha negativa que a leitura está ficando cada vez mais no final da fila.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Brenda, tudo bem? Gostei bastante da sua sinceridade na resenha, e apesar de ter me desanimado um pouquinho, por causa da narrativa arrastada e um pouco confusa, ainda tenho bastante de ler. Adoro vampiros e acho interessante a forma como acontece a transformação, além disso, achei a ideia das Coldtown diferentes... mas desanima um pouquinho por se parecer como um BBB.

    Enfim, espero ler e tirar minhas próprias conclusões. Mas adorei o book trailer.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  15. Este livro esta na minha lista de leituras :3

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014