09 agosto 2015

Resenha: A Teoria de Tudo - Jane Hawking

Quando Jane conhece Stephen, percebe que está entrando para uma família que é pelo menos diferente. Com grande sede de conhecimento, os Hawking possuíam o hábito de levar material de leitura para o jantar, ir a óperas e concertos e estimular o brilhantismo em seus filhos – entre eles aquele que seria conhecido como um dos maiores gênios da humanidade, Stephen. Descubra a história por trás de Stephen Hawking, cientista e autor de sucessos como Uma breve história do tempo, que já vendeu mais de 25 milhões de exemplares. Diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos, enquanto conhecia a jovem tímida Jane, Hawking superou todas as expectativas dos médicos sobre suas chances de sobrevivência a partir da perseverança de sua mulher. Mesmo ao descobrir que a condição de Stephen apenas pioraria, Jane seguiu firme na decisão de compartilhar a vida com aquele que havia lhe encantado. Ao contar uma trajetória de 25 anos de casamento e três filhos, ela mostra uma história universal e tocante, narrada sob um ponto de vista único. Stephen Hawking chega o mais próximo que alguém já conseguiu de explicar o sentido da vida, enquanto Jane nos mostra que já o conhecia desde sempre: ele está na nossa capacidade de amar e de superar limites em nome daqueles que escolhemos para compartilhar a vida. Skoob / Orelha de Livro / Comprar
Autora: Jane Hawking
Editora: Única Editora
Páginas: 448
Nota: 4/5

A Teoria de tudo, de Jane Hawking, conta a história de amor, de vida e de superação de Jane e Stephen Hawking. Esse livro inspirou o filme com Eddie Redmayne (vencedor do Oscar como melhor ator por esse filme) e Felicity Jones nos papeis dos personagens principais. Eu já assisti ao filme e chorei horrores, agora vou contar o que achei do livro. A primeira vez que Jane conversou com Stephen Hawking foi no verão de 1962, numa festa de Ano-novo. Nesta noite trocaram telefones e endereços, mas a jovem rapidamente ficou atraída pelo senso de humor e personalidade independente de Stephen. Mas a família dele era bem excêntrica e a primeira vez que ela reparou no jovem foi alguns meses antes quando estava passeando com as amigas.

‘‘[...] Caminhando de modo incerto em sentido contrário, estava um homem jovem, com andar desajeitado, cabeça baixa, o rosto protegido do mundo sob uma indisciplinada cabeleira castanha e lisa.’’

A família Hawking é composta pelos quatro irmãos - Edward, Mary, Philippa e Stephen - e os pais Frank e Isobel. Uma família considerada diferente pela sociedade, pelo simples fato de levarem as leituras para mesa de jantar, participarem de óperas e pelo pais estimularem seus filhos no estudo e na sede de conhecimento. E como resultado, seus pais tiveram tanto orgulho de Stephen, pois o mesmo transformou-se num dos maiores gênios da humanidade.

Quando completou 21 anos e tinha acabado de conhecer Jane, Stephen foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, uma doença sem cura e com poucos anos de sobrevivência, que aos poucos vai paralisando todos os movimentos do corpo. Mas Jane não deixou de sair com ele por causa disso, o amou e ficou do seu lado no momento mais difícil do jovem, mesmo quando a condição dele só piorava e as pessoas não conseguiam entender esse amor. Um pequeno flerte transformou-se num casamento que durou 25 anos e três filhos, onde Stephen superou todas as expectativas médicas.

 (Direita: Jane e Stephen Hawking - Esquerda: Eddie Redmayne e Felicity Jones no filme A Teoria de Tudo.)







É um livro que proporciona bastante emoção ao leitor, ler tudo que Jane sofre ao longo dos anos para cuidar do marido e dos filhos é difícil, também temos a questão de que em alguns momentos não é fácil para Stephen aceitar sua condição, principalmente nas cenas em que fica bastante doente. Claro que fiquei com pena e emotiva, mas senti muito orgulho de Stephen por nunca desistir de seus sonhos e lutar para sobreviver.

Hoje Stephen e Jane não mais casados, mas são grandes amigos e, apesar de ter ficado chateada de como o casamento terminou, eu entendi porque isso era necessário e que os dois sempre vão fazer parte da vida um do outro. Jane foi uma esposa maravilhosa e cuidou de Stephen muito bem, mas enfrentou muitas acusações por pessoas próximas, principalmente pelos pais de Stephen. As pessoas duvidaram do amor dela, de tudo que fez por esse homem durante 25 anos de casamento. Mas o tempo ajudou a curar isso, porque no final do livro percebemos como as coisas se resolveram.

No livro sabemos como Jane conheceu seu novo marido, Jonathan Jones, e de como o mesmo foi importante para família Hawking, sobretudo, ajudando Jane nos momentos mais difíceis. Stephen também se casou novamente e foi com Elaine (uma de suas enfermeiras), mas separou alguns anos atrás.

A narrativa do livro é emocionante, mas em alguns momentos fica cansativa e maçante, por isso que tirei uma nota do mesmo. A capa do livro é linda, a diagramação está básica, a letra achei um pouco pequena e não encontrei nenhum erro de revisão. Em suma, eu recomendo esse livro para quem deseja saber como foi a extraordinária história de amor de Jane e Stephen, como também recomendo que assistam o filme, que é bem emocionante e especial.

Trailer do filme:

Quotes:
‘‘Eu mal conhecia Stephen e, apesar de toda a excentricidade, gostava dele. Nós dois parecíamos tímidos na presença de outros, mas tínhamos confiança em nós mesmos.’’
‘‘Era impensável que alguém apenas poucos anos mais velho que eu poderia estar enfrentando a perspectiva da própria morte. A morte não era um conceito que desempenhasse nenhum papel em nossa existência. Ainda éramos jovens demais para sermos imortais.’’
‘‘Viver cada dia como ele se apresentava, em vez de projetar uma miragem fantasiosa para o distante futuro, estava se tornando um modo de vida.’’



12 comentários:

  1. Oiii Jé!!

    Eu não li livro, mas assisti o filme e gostei muuuito. Acho que o fato da leitura ser um pouco massante me tiraria a vontade de ler, maaas o filme foi sensacional. Achei o ator incrivel e ficou muito condizente com o Hawking mesmo. Vi que muita gente ficou de ressaca depois da leitura.
    Eu só leria porque acho que no filme algumas coisas ficaram um pouco superficiais.


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Jessica, estou com esse livro em casa, ganhei ele em um concurso cultural da Editora mas até hoje não tive tempo de ler. Porém, já imaginava que mesmo a história sendo linda e demonstrar superação seria um pouco cansativa. Ainda pretendo ler, mas vou precisar de um tempo, até conseguir diminuir um pouco minha pilha de leitura!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jessica!
    Não tenho vontade de ler, mas ainda quero assistir ao filme - paciência quase nula pra biografias. Acho que ainda não tinha lido a informação de que eles se separaram (ou se li não armazenei) e fiquei espantada ao ler aqui. E mais surpresa por saber que eles são amigos apesar de tudo.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Jessica, tudo bem??
    Eu ganhei esse livro de presente, mas depois de ler as resenhas e positiva - com exceção da parte massante - eu terminei desistindo de ler... não é muito meu tipo de leitura e não me senti a vontade para me aventurar nessa narrativa. Ainda quero e muito assistir o filme, porque depois de assistir o trailer várias vezes fiquei com uma vontade imensa... só preciso encontrar tempo... sua resenha ficou ótima... gostei muito... você soube colocar bem os seus sentimentos com a leitura... xero!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu não sou fã de livros de não-ficção, então nesse caso eu optei por assistir apenas ao filme - que achei maravilhoso; não chorei mas dei uma leve esboçada de ~lávrimas em alguns momentos.
    Jane é um grande exemplo, eu acredito, por tudo o que ela fez por ele... A situação dela realmente não deve ter sido nada facil e o pior aguentar acusações de familiares. Mas o mais importante é o que ela e Stephen viveram, apenas os dois sabem de verdade.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Jéssica, sua linda, tudo bem
    Quando li a primeira resenha desse livro fiquei triste, pois descobrir o tratamento que ela recebeu da família dele e também dele próprio, em alguns momentos. Ela realmente deve ser uma mulher admirável, para agüentar tudo isso e nunca sair do lado dele, sempre o apoiou e principalmente, por amá-lo. Acho que cuidar, apesar de não ser fácil, pode ser feito. Mas amar, é difícil nessas circunstâncias. Fiquei com muita vontade de conhecer essa mulher. E também temos que admirar esse homem por lutar pela sua sobrevivência e ainda ser o gênio que é. Sua resenha ficou ótima!!!!
    Beijinhos.
    Cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Jéss, esse livro parece ser bem emocionante e ainda por ser uma historia verídica, eu ainda não assisti o filme e por ter tantos comentários positivos acho que vou assisti-lo primeiro e se gostar vou ler o livor *--*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  8. Não me interessei por essa história, não sou muito fã de livros biográficos, a não ser que seja a biografia de alguém que admiro muito. Se um dia eu resolver ler vai ter que ser em ebook, fonte pequena costuma me incomodar bastante. Pra falar a verdade, esses momentos de narrativa cansativa e maçante não estão me dando coragem para conhecer toda a parte emocionante da história.

    beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Jeh, eu assisti o filme e chorei horrores. O livro não me interessa muito, pois imagino que a narrativa biográfica seja menos dinâmica. E essas letrinhas pequenas? Não são para mim...
    Uma observação... o ator é muito parecido com o Stephen né? Ainda não superou o Capitão do Titanic, mas sempre me assusto com isso rs.

    Beeeijos, Andressa
    Mais que Livros
    | Curtindo a Vida a Dois

    ResponderExcluir
  10. Ola Jess lindona confesso que ainda não assisti o filme, com relação ao livro devido ao tamanho e por conter muitos detalhes como dito em sua resenha e deixar a leitura um pouco pesada, acabei adiando a leitura. Mas é comovente ver a dedicação e a devoção da esposa e o amor entre eles. Espero ler em breve . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Muito bom filme, ”A Teoria de Tudo é uma história que tem pontos fracos, mas o desempenho do Eddie Redmayne é digno de ser visto. No começo eu pensei que era um filme sobre a vida de Stephen Hawking, mas na realidade não é assim que é um filme biográfico de Jane Wilde Hawking, o primeiro cientista mulher. O filme é baseado em seu livro "Rumo a infinidade - Minha vida com Stephen Hawking", e ele mostra: tudo é contada a partir de seu ponto de vista. Mais descobertas de um dos supostos gênio de nossa era, o que mostra este melodrama é como uma mulher pode gerir a realização de uma casa habitada por três filhos e um marido com uma deficiência motora grave. O filme é muito bonito, mas eu teria gostado de jogar mais de descobertas de Hawking e não seu dia.

    ResponderExcluir
  12. É muito legal tem partes legais e muito massa de assistir amei o filme,muito legal.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014