Dica de Leitura: Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden


Olhos cinza-azulados. Muita água em sua personalidade, é o que diz a tradição japonesa. A água que sempre encontra fendas onde se infiltrar, cujo destino não pode ser detido. Assim é Sayuri, uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa: dança e música, quimonos e maquiagens; como servir o chá de modo a revelar apenas um vislumbre da parte interna do pulso; como sobreviver num mundo onde o que conta são as aparências, onde a virgindade de uma menina é leiloada, onde o amor é considerado uma ilusão. Já idosa, vivendo nos Estados Unidos, ela narra suas memórias com a sabedoria de quem teve uma vida longa e o lirismo de quem soube encontrar nela seu lado mais doce. Neste relato único, que reúne romance, erotismo e, muitas vezes, a dura realidade, Arthur Golden desenvolve uma escrita refinada e dá voz a uma personagem instigante e humana que conquistou milhões de leitores em todo o mundo. Skoob / Orelha de Livro
Autor: Arthur Golden
Editora: Arqueiro
Páginas: 448
Nota: 4,5/5

O livro Memórias de uma Gueixa é narrado em primeira pessoa por Sayuri, uma senhora que mora nos Estados Unidos e que foi gueixa em sua juventude, que conta a historia da sua vida desde que era menina até o final de sua carreira como gueixa.

Sayuri, antes conhecida como Chiyo, não poderia imaginar como destino jogaria com a sua vida e a levaria tão longe de casa. Aos oito anos morava em uma aldeia de pescadores em sua pequena casinha bêbada com seu pai, sua mãe doente e sua irmã mais velha.

Com o tempo uma doença acabou levando a sua mãe e o desespero de seu pai por ter que cuidar sozinho de duas meninas o deixou se levar por um conselho que acabou resultando na venda das duas garotas. Mas as irmãs foram separadas, enquanto Chiyo foi para o distrito das gueixas ficando na okyo (casa de gueixas) nitta, sua irmã mais velha acabou indo para o distrito do prazer e ficando em uma casa de prostitutas.

"Nenhum de nós recebe neste mundo a bondade que deveria receber."

Chiyo agora teria que mudar de vida, esquecer quem era e estudar para um dia se tornar gueixa e pagar a sua nova casa a dívida que contraiu quando foi vendida e ainda pela alimentação, roupa e a educação que receberá até lá paga por tudo com trabalho. Em sua nova casa, ganha uma inimiga poderosa que faz de tudo para infernizar a sua vida. Mas não é isso que ela quer. O que Chio mais deseja é reencontrar sua irmã para que possam fugir juntas.

Quando chega perto de conseguir o que quer, Chio acaba colocando todo o seu planejado futuro a perder e a chance de receber a educação e se tornar uma gueixa lhe é tirada pela ingratidão demonstrada a sua okyo. Alguns anos se passam e um encontro por acaso com um homem acende a esperança em seu coração de ter uma vida diferente. Por um desejo, uma lembrança e determinação ela se agarra a oportunidade que lhe aparece e se transforma em Sayuri para um dia novamente reencontrar aquele homem que a fez querer mudar a sua vida.

O livro é fantástico. Eu já tinha visto o filme várias vezes e não adianta, sempre choro no final dessa historia fascinante e ler esse livro foi uma experiencia incrível. Quando terminei de ler tive que assistir novamente uma adaptação cinematográfica...rsrsrs .Quantos detalhes descobri sobre o que é ser uma gueixa. Por trás de cada maquiagem, sorriso e quimonos caros o mundo misterioso e sedutor das gueixas encondem muito mais que deixam aparecer. Como essas mulheres sofrem por não terem controle sobre a própria vida. Quantos sacrifícios tem que se submeter para conseguirem sobreviver nesse mundo. Mas além de todo o drama, esse livro tem uma história de amor linda que ultrapassou as barreiras do tempo e é nessa parte que me rasgo de chorar rsrsrsrsrs. 

Uma parte da história se passa durante o final das Segunda Guerra Mundial o que é só mais um detalhe para começarmos a acreditar que é uma história real, mas não é. Simplesmente arrebatador. Super recomendado!

Quotes:
"Uma vida errada não poderia transformar a gente em uma pessoa má?"
"Às vezes na vida encontramos coisas que não compreendemos porque nunca vimos nada parecido."

"O destino não é sempre como uma festa no fim da tarde. Às vezes é apenas lutar na vida, dia após dia." 
"Não nos tornamos gueixas porque queremos uma vida feliz. Nós nos tornamos gueixas porque não temos escolha."




6 comentários:

  1. Adorei a resenha!!
    Já ouvido falar no livro, mas essa é a primeira resenha que leio sobre!
    Adorei, gosto de livros que mechem com o emocional do leitor e nos trazem historias cheias de sentimentos, historias ricas e diferentes!!
    Gosto da ideia de conhecer uma Gueixa melhor!!
    Espero ter a oportunidade de ler um dia ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Brenda lindona estou com esse livro em casa e preciso ler ainda mais depois de sua resenha, ressaltando o quanto o livro é lindo, que história sofrida dessas duas irmãs hei, vendidas e separadas. Já vou preparar a caixa de lenços. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  3. Nem sabia que tinha filme desse livro... rs... tenho um exemplar com a capa antiga, mas só comprei porque estava em promoção e a capa era bonita. Até agora não sabia o que esperar, mas algumas coisas que você disse me animaram a arrumar um lugar para ele na fila. Primeiro, que uma parte se passa no final da Segunda Guerra, sou fascinada por esse período. E, segundo, que tem uma história de amor linda que te faz chorar desse jeito.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi Brenda, tudo bem??
    Eu assisti o filme e também chorei horrores... até começar a ler as resenhas desse livro, eu não sabia que o filme tinha o usado como base para construção da história... antes de assistir o filme eu tinha uma ideia completamente errada do que era ser as gueixas rs. Sempre as achei muito bonitas e bem tratadas, pareciam bonecas de porcelana.... até eu assistir o filme e compreender um pouco mais do que elas eram e como viviam... pretendo ler esse livro qualquer momento. Sua resenha ficou linda e carregada de sentimentos... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Brenda, obviamente já ouvi falar muito desse livro, mas para ser sincera ele nunca me cativou muito e não sinto vontade de ler, tanto que antes de ler sua resenha não sabia nada sobre a história, e muito menos que havia uma adaptação baseado no livro. Porém, o fato dele ter te emocionado e de você demonstrar tanto carinho pela obra me deixou curiosa. Não sei se iria gostar, mas minha opinião inicial sobre ele mudou um pouco!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Apesar dos elogios e de ser considerado um clássico, esse livro nunca despertou minha curiosidade. Adorei a nova capa que a Arqueiro deu para a obra, mas todo o drama contido na história não faz muito meu estilo de leitura. Confesso que não sabia que tinha filme, acho que vou conferir a adaptação, e se gostar posso até comprar o livro.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!