Resenha: 172 Horas na Lua - Johan Harstad

O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez. Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 - um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano. Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua.
Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer... Prepara-se para a contagem regressiva. Skoob 


Autor: Johan Harstad
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Nota: 5/5

172 Horas na Lua, de Johan Harstad, foi publicado aqui no Brasil pela editora Novo Conceito. Em 2018, a NASA promove um concurso mundial onde três jovens – entre 14 a 18 anos – vão passar 172 horas na Lua, mais precisamente na DARLAH 2 - base que fica no Mar da Tranquilidade. No começo do livro conhecemos um pouco dos três jovens sorteados: de como são suas vidas, como se candidataram e o que aconteceu depois da sorteio. Três jovens que vão ter suas vidas transformadas para sempre.

Mia Nomeland é uma garota de 16 anos que adora compor músicas, é vocalista em uma banda, norueguesa e não estava interessada em ir para o espaço, mas seus pais, contra à vontade da jovem, acabam fazendo a inscrição dela. Midori Yoshida é uma japonesa que tenta fugir de sua cultura. Destinada a ser uma esposa comportada, Midori ver a chance de mudança quando fica sabendo do concurso da NASA e tem a chance de fugir de seu destino. Antoine Devereux é um francês que acaba de levar um fora da namorada. Triste, desconsolado e querendo fugir de tudo, resolve se inscrever no concurso e esquecer-se de seu coração partido.

Três adolescentes que viram celebridades instantâneas, causando euforia na mídia e inveja em que não foi selecionado. Mas o que os outros jovens não sabem é que deveriam comemorar por não terem sido sorteados. No livro, A NASA está somente preocupada em transformar esse concurso em uma celebração da mídia, como uma Disneylândia, e se esqueceram dos motivos de não mexer com algo que não podem controlar.

‘‘Todo mundo disse que a viagem à Lua seria a maior oportunidade da vida deles... Mas quem pode realmente saber o que existe lá fora?’’

Medo. Foi esse sentimento que tive durante grande parte da leitura desse livro, mas não é aquele medo por causa de algum susto ou um monstro aterrorizando alguma mocinha em filmes, sabe? É um medo diferente. Medo por tudo que eles passaram. Definitivamente assustador. É uma sensação de impotência por ser uma mera leitora e não poder fazer nada. Se, no futuro, alguém propor uma ideia dessa não se inscreva e nem aceite nada, ok? Fiquei aterrorizada demais. É algo que não dar para explicar.

172 Horas na Lua merece e tem potencial para uma adaptação cinematográfica, enquanto lia imaginava o filme, porém não seria fácil acompanhar tudo novamente. É uma aventura aterrorizante criada pelo autor, que jamais queremos que se torne real. O livro é dividido em três partes, porém somente quando chega à parte dois é que você não consegue largar o livro. A escrita do autor é instigante e você fica desesperada para saber o que vai acontecer com todos, onde não tinha estruturas para comer/dormir/viver por enquanto que estava lendo esse livro. Fiquei totalmente viciada. Eu chorei. Muito. Quando chegou a parte final mais lágrimas vinham e eu ficava mais triste.

Johan Harstad tem uma escrita simples, mas sabe desenvolver o assunto do espaço – ficou nítido que o autor pesquisou muito sobre esse assunto - muito bem, também consegue mexer com os sentimentos do leitor ao longo da leitura e não precisa descrever muito para deixar você aterrorizada e com medo. A capa do livro representa a história, a diagramação é básica, mas temos várias imagens ajudando na identificação de algumas coisas do espaço; a letra está num tamanho agradável para leitura e não percebi erros de revisão, mas fiquei tão absorta na leitura que pode ter passado despercebido.

Não quero aprofundar sobre a história ou contar algo que possa estragar a leitura de alguém. Eu gostei da forma de como os personagens foram construídos e, em pouco tempo, vão amadurecendo e percebendo as coisas ao redor. A mensagem que tirei desse livro é que devemos aproveitar os pequenos detalhes da nossa vida. Ame, abrace, beije e seja feliz. Em suma, super recomendo esse livro.

Quote:
‘‘Como as pessoas mais sortudas do mundo, vocês também carregarão grande responsabilidade.’’



13 comentários:

  1. Olá!
    Fiquei aflita só de ler sua resenha, a principio não tive a curiosidade em ler esse livro, mas a sua resenha me instigou!!
    Eu não ia pro espaço por nada nesse mundo!! rsrsrs
    Pelo jeito ele deixa a emoção do leitor aflorada e meche muito com os sentimentos!!
    Se eu tiver a oportunidade irei lê-lo com certeza fiquei curiosa!!
    Essa capa é bizarra!! =/
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oii!

    Eu não queria esse livro por conta dessa capa aterrorizante hahahaha
    Gente que enredo é esse??? SOCOOOORRO!!
    Eu não imaginava que era desse jeito tão "pesado" e estou na dúvida se vou ler ou não. Eu achei interessante, e sua resenha me deixou ainda mais curiosa em relação a isso, acho que a "falta" de detalhes deixa isso mais evidente.
    Gostei do jeito que você falou porque me fez querer ler esse livro com toda certeza!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Jess, tudo bem?

    Nossa, sua resenha me ganhou completamente... e olha que no início até que acharia legal um concurso para ir para a Lua, mas bem, depois mudei de ideia. Ai, esses livros que não nos deixam comer, dormir, tomar banho e ficamos com aquela sensação de impotência e medo durante toda a narrativa... simplesmente adoro... acho que sou meio masoquista, pois adoro sofrer durante uma leitura... e essa parece bem intensa.

    Fiquei curiosa para saber mais sobre os personagens e sobre o que vai acontecer com eles a ponto de ter te causado todas essas sensações.

    Linda resenha e com certeza já está na minha lista de desejados e adorei a mensagem que ele passa, de aproveitar cada momento como se fosse único.

    Beijinhos,

    Rafa

    ResponderExcluir
  4. Olá. Eu amei a premissa desse livro e não vejo a hora de começar a ler. Sempre dou uma enrolada para começar a leitura de certos livros pois sei que vou fazer igual você: devorar. Eu nem imagino o que acontece com os jovens na lua, mas só de pensar em estar em um lugar assim e sem ter para onde ir já me da um desespero enorme.

    Beijos
    SIL | Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  5. Jess lindona mesmo com sua ótima resenha esse tema de Lua não me conquista, esse é um dos poucos temas que não me chama atenção. Parabéns pela ótima resenha, mas dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Jessica, tudo bem??
    Nossa!!!!! foi a segunda resenha que li do livro e a sua foi bem mais desenvolvida... a capa eu acho muito feia... e por ela não compraria jamais o livro... mas pelo enredo apresentado aqui, fiquei bem tentada em comprar para ler... porque adoro ficção e esse fato de você ter ficado aterrorizada com os acontecimentos, só fizeram a minha curiosidade aumentar rs... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Jess, sua linda, tudo bem
    Nossa, você conseguiu me deixar arrepiada com suas palavras e eu quase chorei quando terminei de ler sua resenha. Eu pensei que iria ficar com medo mesmo lendo esse livro, mas não esse medo que você falou.Se antes eu queria ler muito esse livro, agora então, vou passá-lo par ao topo da lista e me preparar para sofrer. Adorei sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Jessica! Estou super curiosa para ler esse livro. Curto demais essa temática de ficção. A sua resenha passou muita emoção e aflição também, o que me deixou com mais vontade de ler. Beijos!

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não curto leituras que me deixam com medo ou mega aterrorizada... rs... foi justamente por isso que não pedi esse livro para a editora, li umas resenhas no goodreads antes e cheguei à conclusão de que não era leitura para mim. Sua resenha só confirmou que eu realmente não iria gostar do livro, apesar de ter me deixado curiosa pra saber o que acontece de tão assustador... acho que vou ler umas resenhas com spoilers só pra matar a curiosidade, mas do livro não chego nem perto.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. Jessica, quando vi o livro nos pedidos da novo Conceito, confesso que eu não me interessei muito. Adorei sua resenha, mas acho que fiz bem em não solicitar hahaha eu não estou num momento para encarar leituras mais aflitivas, depois de clube da luta preciso de um tempo hahahaha. Apesar do livro não ser para mim, ele parece muito bem constrúdio, amo autores que esbajam detalhes e que mostram que fizeram a lição de casa na hora de escrever o livro. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Os pais de Mia devem ser bem invasivos, não? Inscrever a garota no programa contra a vontade ela!! Oi?? Falta de respeito total, eu hein!! Fora isso, considerando a sua descrição de medo em relação a tudo que os jovens passaram e eu me conhecendo e sendo medrosa assumida, decididamente passo o livro para quem curte isso... Sofrer realmente não é meu objetivo e se leio algo assim, eu sofro demais e nada vale nenhuma dor, ainda mais por escolha própria e consciente. Podem me chamar de covarde, não me importo. Sim, entro nas histórias, sofro e tenho medo.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Caraca, pra esse cara querer ir pra Lua só porque terminou o namoro, ele deve estar em uma fossa pior que a de muita gente aí HAHAHAHA. Imagina, "ah, terminei meu namoro, tô na bad, vou pra LUA!" HAHAHAHA. Eu tinha gostado muito da premissa do livro quando ele foi lançado, mas desanimei por causa da capa, que achei muito bizarra, mas após finalizar sua resenha acabei ficando curioso novamente e acho que vou dar uma chance sim para o livro. Parabéns pelo texto.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Jeh, não sei se essa reaenha me deixou feliz ou não hahahaha
    Essa será uma de minhas próximas leituras e pelo visto eh um livro muito bom, bom demais para o meu espírito medroso rsrs
    Mas espero gostar dessa história tanto quanto você

    Beijos, Andressa

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!