Resenha Nacional: Subconsciente - Camila Dornas


Paris de 1922. O mundo se recuperava das consequências da Grande Guerra. Em uma geração regada à luxúria e boemia, o sonho de Olga Chevalier era ser a maior cantora que o mundo já viu. Suas ambições começam a mudar quando uma dançarina do famoso cabaré Moulin Rouge é assassinada, e o dom de Olga passa a levá-la até os sonhos e a mente do assassino. Amor, desejo e mistério se unem nessa trama alucinante... Em quem confiar? Em situações extremas, até seu próprio dom pode traí-la. Skoob / Fan Page do Livro


Autora: Camila Dornas
Editora: Literata
Páginas: 380
Nota: 5/5

Outro livro da autora: #A Linhagem

Subconsciente, de Camila Dornas, foi publicado pela editora Literata. Depois de A Linhagem, outro livro da autora, estava com muito medo de sofrer novamente, pois Camila sabe como acabar com as estruturas de um leitor. Esse novo livro dela logo me chamou a atenção pela capa maravilhosa e depois pela sinopse (uma coisa rara porque não gosto de ler sinopses), então embarquei na leitura desse romance maravilhoso.

Olga Chevalier perdeu o pai por causa da Grande Guerra e logo depois sua mãe desapareceu misteriosamente e, com isso, foi obrigada a cuidar de seu irmão, Jean, sozinha. No começo acaba morando nas ruas e, diante da situação desesperadora, furtas algumas lojas para ter algo para comer. Mas em 1922 já trabalha há dois como cantora no Moulin Rouge, um dos mais famosos cabarés de Paris, e é de lá que consegue cada centavo para pagar o aluguel num cortiço e pode sobreviver com o irmão. Além de todas as dificuldades, Olga lida com um dom incomum: ela pode entrar nos sonhos das pessoas. É como se fosse uma nova dimensão no subconsciente das pessoas e ela tem acesso a isso, mas se for ferida ou morrer no determinado sonho, isso acontece de verdade com ela.

Olga acaba conhecendo Vincent Lefevre num momento de tensão e os dois sentem uma conexão inexplicável e poderosa. Vincent acaba fazendo parte de sua vida e adorei como a autora trabalhou essa questão, fazendo com que a relação não pareça tão rápida, mas ao mesmo tempo, conduz essa paixão de forma avassaladora e quente. Mas a trama também leva esses dois para uma investigação, quando uma das cantoras do Moulin Rouge é assassinada e Olga acaba indo parar nos sonhos do assassino, onde ambos não mediram esforços, principalmente a protagonista, para descobrir quem é essa pessoa.

Temos algumas referências sobre A Linhagem e quem leu vai reconhecer de imediato, mas se você não leu não se preocupe, não vai interferir no entendimento da narrativa. Gostaria de explorar mais a história desse livro e, mesmo que algumas coisas não sejam spoilers, prefiro não dizer nada e deixar a curiosidade de vocês aguçada.

É perceptível a evolução da escrita da autora e fiquei muito feliz com isso. Eu gostei muito de A Linhagem, mas Subconsciente a narrativa é mais madura e forte, além de a protagonista ser muito independente, forte e guerreira. É um livro que mostra os piores defeitos de um ser humano como também suas melhores virtudes, onde a trama envolve um mistério bem amarrado e quando descobri tudo fiquei de queixo caído sobre o que estava bem na minha frente e não percebi. Da metade do livro ao final está cercado de ação, quando pensava que as coisas estavam calmas, novamente acontecia outra coisa que deixava meu coração em frangalhos.

Vincent é um ex-comandante das batalhas da Grande Guerra, acabou sobrevivendo, mas ainda carrega em seu corpo e alma os traumas que passou nas trincheiras. É um homem sedutor e com muito charme, mas ama incondicionalmente e é apaixonante. Olga foi a personagem que mais me impressionou e, apesar da época ser contra as mulheres, não abaixa a cabeça para nenhum homem e sabe dar um gancho de direita como ninguém..rsrsrs. É uma mulher batalhadora, destemida, lida com um dom inconstante e perigoso, mas não deixa de viver por isso. Não fica chorando por causa de seus problemas e nunca faz aquele mimimi insuportável que estamos acostumados em alguns livros, ao contrário, está sempre disposta em lutar para sobreviver e proteger quem ama.

Mesmo cantando no cabaré e sendo condenada pela sociedade por isso, Olga jamais se tornou uma cortesã, o que frustra muito os frequentadores e o diretor de Moulin Rouge. Apesar de não ser um lugar adequado para uma dama, sonha que neste lugar algum olheiro vai percebê-la e, quem sabe, transformá-la em uma cantora muito famosa. Além do fato que é no cabaré que consegue o dinheiro para sua sobrevivência.

Durante a leitura vamos conhecer mais sobre os dons da Olga, a história de Vincent, o passado de Olga e Jean. Tem uma personagem, que não posso revelar o nome, que estou desesperada para saber sobre sua história. A trama de Olga foi concluída com destreza e sem pontas soltas, mas essa personagem secundária em questão fica algo no ar e espero sinceramente (Por favor, Camila!) que tenha algum livro dela futuramente, já que desperta uma curiosidade sobre seu passado.

Já mencionei, mas digo novamente, que a capa desse livro é linda. A diagramação é básica, encontrei alguns erros de revisão que espero que sejam consertados em uma nova edição e o único ponto negativo é a letra. Ela está pequena para leitura e, mesmo que eu use óculos de grau, acabei forçando muito à vista e demorando mais para terminar o livro. Em suma, mesmo com essa questão, eu recomendo esse livro e vocês devem embarcar nesta história alucinante e misteriosa.

Quotes:
‘‘Às vezes, as lembranças são capazes de formar uma realidade tão crível quanto os sonhos, e ainda mais dolorosas.’’
‘‘Não se pode subestimar um homem que não tem nada a perder.’’
‘‘Ninguém é cem por cento bom ou ruim, Olga. Nem mesmo eu. Somos imprevisíveis e todos têm algo sombrio em nós mesmos, que podemos ou não mostrar ao mundo.’’
‘‘[...] Você sorri como se tivesse um segredo fascinante. [...] Quando ama, faz isso inteiramente, quando canta, o mundo cai no mais absoluto silêncio apena para ouvi-la. Não há ninguém no mundo que possa se apaixonar como você, Olga.’’

9 comentários:

  1. Adoro coisas que remetem Moulin Rouge <3
    Gente, que capa é essa, sem or! Muito linda
    Gostei muito da sua resenha e fiquei super interessada pra ler os livros dessa autora (que eu não conhecia, btw)
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Ola Jess amei sua resenha a premissa do livro assim como a capa me chamaram atenção, gostei da autora se preocupar em desenvolver o romance dos protagonistas assim não fica aquele amor imediato que nem sempre convence o leitor, o fato dela cantar em um cabaré e ainda ter Dons me deixou muito curiosa para ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  3. Assim como você eu amei a capa desse livro. Ela é leve, passa um sentimento que não sei explicar direito.. Gostei muito. Adorei a trama central da obra e quero saber mais sobre o dom da personagem e seu desfecho. É ótimo quando os autores amadurecem de um livro para outro e o leitor consegue sentir essa diferença.

    Beijos
    SIL | Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Não conhecia o livro, nem a autora. Realmente a capa é linda.
    Não me interessei muito pelo livro, mas é questão de gosto mesmo, porque a história parece ser legal.
    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi Jessica, tudo bem??
    Realmente a capa desse livro é linda demais... foi uma excelente escolha... espero que os erros de revisão sejam resolvido em uma próxima edição e o tamanho da fonte também... Esse livro foi resenhado pela minha resenhista Sandra e ela sentiu essas mesmas ressalvas que você.... porém eu achei a história super bonita, com uma protagonista corajosa e independente mesmo com todas as questões da mulher nessa época, ela simplesmente não se abate por isso... curti muito.... xero!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Mesmo a Olga não fazendo mimimi e estando sempre disposta a lutar para sobreviver e proteger quem quem ama, não sei se leria o livro... tenho um pouco de medo desse dom dela, na verdade, principalmente porque pode feri-la ou matá-la. E ela ainda vai parar na mente de um assassino... não acho que quero acompanhar isso não.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Jess, sua linda, tudo bem
    Também achei linda essa capa, e quando vi o nome da autora, não reconheci, estava quase jogando o nome dela no google quando você falou do outro livro dela, que eu tenho e ainda não tive a oportunidade de ler, mas depois do que disse, percebi que preciso ler para ontem!!!
    Eu nunca li nenhum livro com dançarinas de cabaré, só vi filmes e novelas. Então, fiquei super empolgada, mais ainda quando contou sobre a trama de assassinato que do meio para o fim, enche as páginas de ação. Mas o que mais me atraiu, foi a personalidade forte e bem construída dos dois. Não vejo a hora de poder ler esse livro também. Adorei sua resenha!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. MInha nossa, que capa mais perfeita!!
    Eu li A Linhagem (tnha parceria com a autora) e adorei a escrita dela, a Camila é muito talentosa e sabe envolver o leitor.
    Fico feliz em saber que este faz referênci a alguns personagens de A Linhagem. Cooom certeza eu adoraria poder ler!!!

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. E pensar que eu conheci a autora ainda menina,hoje é uma mulher linda e escreve lindamente bem 😍

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!