28 outubro 2015

Resenha: Boa Noite, Estranho - Jennifer Weiner


Para Kate Klein, que, meio por acaso, se tornou mãe de três filhos, o subúrbio trouxe algumas surpresas desagradáveis. Seu marido, antes carinhoso e apaixonado, agora raramente está em casa. As supermães do play-ground insistem em esnobá-la. Os dias se passam entre caronas solidárias e intermináveis jogos de montar. À noite, os melhores orgasmos são do tipo faça você mesma.
Quando uma das mães do bairro é assassinada, Kate chega à conclusão de que esse mistério é uma das coisas mais interessantes que já aconteceram em Upchurch, Connecticut, nos últimos tempos. Embora o delegado tenha advertido que a investigação criminal é trabalho para profissionais, Kate se lança em uma apuração paralela dos fatos das 8h45 às 11h30 às segundas, quartas e sextas, enquanto as crianças estão na creche.
À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser. Skoob / Orelha de Livro
Autora: Jennifer Weiner
Editora: Novo Conceito
Páginas: 432
Nota: 3/5

Recentemente descobri uma paixão por thriller e toda vez que tenho a oportunidade de ler um livro assim fico animada criando expectativas e inventando teorias sobre. Quando li a sinopse desse livro imaginei uma coisa, quando vi a capa imaginei outra, mas acabou não sendo nada do que pensei.

Kate é uma ex jornalista que vive tranquilamente presa em uma rotina que odeia com seus três filhos e seu marido ausente morando em um lugar onde se sente pouco a vontade no meio de tantas mães perfeitas, mas em um dia em que pensou talvez seria a sua chance de se entrosar e com alguém daquele lugar acaba encontrando o corpo de uma de suas vizinhas esfaqueada no chão da cozinha. Vendo nessa situação sua chance de agitar a sua rotina ela vai​ em sua busca ​de respostas para desvendar esse crime. Afinal, quem teria matado sua adorável e perfeita vizinha?

Não percebi qualquer relação entre o nome do livro com a história, a não ser em um único momento em que a autora usa a expressão dentro de uma historinha infantil quando conta a seus filhos, mas não está ligado ao assassinato. ​O livro intercala situações do presente e passado da protagonista sem sinalizar de alguma forma e só descobrimos onde estamos lendo.

Nem bom, nem ruim. Achei o livro neutro. Um suspense aparentemente leve e descontraído, sem grandes acontecimentos ou reviravoltas. Confesso que não cheguei a imaginar o final, mas quando cheguei lá pensei "até que enfim". 

Atualmente tenho enfrentado uma grande dificuldade para engatar e me empolgar com leituras, não sei se por causa dos livros que tenho lido ou se por causa de alguma ressaca literária, mas o fato é que pensei em desistir desse e não o fiz nem sei porquê..rsrsrs

Boa Noite, Estranho foi publicado aqui no Brasil pela editora Novo Conceito. Não foi a pior leitura do ano e mesmo que eu não tenha gostado, acho interessante ler para que tirem suas próprias conclusões e depois me contem o que acharam ;).

Quote:
“Dez segundos depois, meia dúzia de mães abriram meia dúzia de saquinhos de lanche a vácuo e tiraram meia dúzia de verdadeiros estudos sobre alimento saudável. [...] Disfarcei remexendo na sacola, como se realmente tivesse me lembrado de colocar algo ali dentro, ou como se a Fada Madrinha do Petisco tivesse feito uma visita durante a noite. Só achei pastilhas para tosse e metade de uma barra de chocolate derretida.”



2 comentários:

  1. Oi, Brenda!
    Realmente a capa diz uma coisa e o título outra. E pode ter certeza que o título não tem nada a ver com o título original (cogitando a hipótese)
    Triste quando não nos empolgamos numa leitura. Grazadeus já passou essa fase pra mim
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Olá Brenda,

    Esse livro está na minha lista de espera de leituras, não estava muito animado e agora depois da sua resenha nem preciso falar né? Vamos ver...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014