Resenha: Magia do Sangue - Nora Roberts

Há muitos anos, Branna O’Dwyer entregou seu amor a Finbar Burke. No entanto, o romance durou pouco. Uma maldição ligada ao sangue de suas famílias os proibiu de ficar juntos.
Branna tentou preencher esse vazio com amigos e familiares, mas sabe que, sem Fin, sua vida nunca estará completa. Ele, por sua vez, passou os últimos doze anos viajando pelo mundo, focado exclusivamente no trabalho. 
Atormentados pela forte atração que nem a distância pôde aplacar, nenhum dos dois acha que um dia se entregará de novo ao amor.
Entretanto, em meio às sombras que ameaçam destruir tudo o que eles consideram mais precioso, esse relacionamento sem futuro pode ser também a última esperança que lhes resta. Skoob

Autora: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Nota: 5/5

Bruxa da Noite #1  
Feitiço da Sombra #2 (NÃO CONTÉM SPOILERS)

Magia do Sangue, de Nora Roberts, é o último volume da trilogia Primos O’Dwyer. Nos livros anteriores conhecemos o círculo formado por seis amigos: Iona Sheehan, Boyle Mcgrath, Connor O’Dwyer, Meara Quinn, Branna O’Dwyer e Finbar Burke.

Iona e os irmãos Connor e Branna são herdeiros dos poderes de Sorcha, a Bruxa da Noite, e carregam a missão de derrotar Cabhan, o Bruxo das Trevas. Durante dois livros eles tentaram derrotar seu grande inimigo, mas ainda não conseguiram e agora eles terão que enfrentar uma nova batalha contra o mal. Publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro, esse livro é o desfecho da batalha do círculo contra Cabhan e a história de amor de Branna e Finbar.

Branna O’Dwyer e Finbar Burke (Fin para os íntimos) se apaixonaram quando jovens e viveram um período de romance, mas por causa de uma maldição de sangue eles foram separados. Fin é descendente de Cabhan, ou seja, possui a maldição que Sorcha lançou para todas as futuras gerações do bruxo e a marca do mal, por isso Branna teve que terminar a relação por causa de seu juramento com sua família.

“Uma Bruxa da Noite de Mayo nunca poderia ficar com alguém que tinha o sangue de Cabhan.”

São mais de dozes anos separados e agora, desde a chegada de Iona na Irlanda, Branna e Fin tem que trabalharem juntos e isso machuca mais do que qualquer coisa. Sempre soubemos o motivo de eles não ficarem juntos e que se amavam, mas como Branna sempre diz “O amor nem sempre é a resposta” e ambos convivem há muitos anos com esse sentimento enterrado em seus corações.

Mesmo possuindo a marca de Cabhan, Fin é um rapaz bom e deseja mais que tudo na vida destruir o homem que acabou com sua chance de felicidade. Todos esses seis amigos estão muito mais unidos e querem desesperadamente poder acabar com essa maldição e viverem em paz, pois não desejam que o fardo de matar Cabhan passe para a nova geração.

Iona, Connor e Branna são bruxos por herdarem de Sorcha, Fin é bruxo porque é descendente de Cabhan, mas Meara e Boyle não possuem nenhum poder e, mesmo assim, não se intimidam e lutam suas próprias batalhas. A história se passa na Irlanda, mais precisamente no Condado de Mayo, é foi muito bom acompanhar esse desfecho.

Eu fiquei encantada com “Bruxa da Noite”, não curti “Feitiço da Sombra” e amei “Magia do Sangue”. Então posso dizer que o saldo dessa trilogia foi positiva e, tudo que o segundo volume não alcançou, esse terceiro volume me conquistou. Acompanhar esse amor de Branna e Fin foi maravilhoso, porque eles sabem dos motivos de não poderem ficar juntos, mas nem por isso é fácil.

Branna é a bruxa mais forte do círculo e mais centrada, ela é detalhista e se preocupa com todos. Fin passou os últimos doze anos viajando e cuidado de seu negócio em parceria com Boyle, tornando-se um homem bem sucedido, mas com um vazio por dentro. Esses dois personagens são meus favoritos da trilogia e fiquei muito feliz com o desenvolvimento deles durante a narrativa, também tenho que destacar que os outros personagens do círculo amadureceram muito durante esses três livros, principalmente a Iona que ficou mais independente e segura em relação aos seus poderes.

Eu sempre gostei de Fin, pois acho que uma pessoa não pode ser julgada pelo sangue que carrega. Ele é descendente de Cabhan e isso é ruim. Tudo bem, eu entendo. Mas ele e nem as antigas/futuras gerações podem ser julgados por isso. Eu entendo o motivo de Sorcha lançar a maldição, mas eu não concordo. Pessoas inocentes não podem ser condenadas por causa de uma pessoa. E Fin sempre se comportou como um homem honesto, justo e que ama incondicionalmente.

Magia do Sangue é um livro sobre amor mais puro que pode existir. Também possui grandes revelações e segredos do passado, que tornou a leitura mais prazerosa e encantadora. Terminei o livro com uma satisfação e fiquei feliz como a Nora guiou esses personagens para a batalha final. O livro possui magia e algumas cenas de ação, mas não espere batalhas épicas.

Os personagens do círculo usam a magia com carinho, sempre saudando e usando com respeito. Nora Roberts em Magia do Sangue apresentou tudo daquilo que ela é capaz e só posso elogiar essa história de amor tão linda e com uma superação incrível em relação aos sentimentos. A capa do livro é linda e representa bem a história, onde o cachorro representa o guia de Branna, Kathel, e a casa na capa é muito parecida com a casa de Branna. A diagramação é a típica da editora, a letra está num tamanho agradável para leitura e não me lembro de ter encontrado algum erro de revisão. Em suma, só posso esperar por mais livros de Nora Roberts pela Editora Arqueiro.

 Quotes:
“Alguns laços não podem ser desfeitos, por mais que desejemos ou tentemos. Mesmo quando eu estava viajando, em lugares distantes, houve momentos em que a ouvi tocar como se estivesse ao meu lado.”
“O que sentíamos um pelo outro era mais antigo que o tempo.”



17 comentários:

  1. Oieee, não li a trilogia, esperei para ler resenha de cada livro separado.
    Me alegra saber que apesar de um dos livros você não ter gostado muito, a trilogia é boa. ♥

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. De forma geral, acho os livros da Nora interessantes, mas não é algo que compraria, mesmo tratando de uma temática que aprecio bastante.

    ResponderExcluir
  3. O nome tem magia,e me atraiu. Mas por ter bastante romance, perde alguns pontos comigo. Não gosto muito desse tipo. E também gosto de batalhas épicas, e você disse que não tem. Em suma, não é um livro que entrou na minha lista.
    Ah, achei a capa bem bonita.
    Bjos
    Coisinhas Aleatórias

    ResponderExcluir
  4. Oi Jéssica a colunista do meu blog é apaixonada por essa trilogia e de tanto ela falar eu morro de vontade de ler. Sei que ela tá louca pra ler esse ultimo, vou mostrar a tua resenha pra fazer ela enlouquecer, hauhauha
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Estou lendo o primeiro livro da trilogia, então não quero ler a sua resenha para não pegar spoilers.
    Me desculpe de verdade :/
    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. bem, apesar da fama da autora, nunca li nada dela. mas se eu fosse começar, certamente seria por essa trilogia, pois a temática dela me despertou interesse... sem contar as capas, que são lindas... no fim das contas, o saldo de leitura pra vc foi positivo, apesar de não ter curtido o segundo volume, né??? ^^
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, pelo que li na sua resenha, a história tem uma ambientação muito interessante e personagens bons também. Ainda não tive a oportunidade de ler a trilogia ou algum outro livro da autora, mas certamente lerei quando puder.

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Não conhecia este livro, achei a sua resenha muito interessante e concordo com você o fato de pessoas inocentes serem julgados por atos de outras pessoas.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  9. Eu acho as capas dessa trilogia muito feia!
    Não me interessei por essa trilogia, e nem pelos livros da autora em geral.
    Mas tu fez uma resenha muito gostosa de ler.
    bjs, bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá! Estou louca por essa trilogia e pretendo ler ela em 2016! Sou apaixonada por livros com essa temática. Só li resenhas positivas e isso me deixou com mais vontade de ler. Nora Robert mostrando que é diva em qualquer gênero! beijos

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu tenho curiosidade em ler algo dessa autora, mas não esses livros, não sei bem o motivo, mas não fiquei curiosa com essas histórias e por não ter lido os anteriores não fiquei muito animada com esse também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Oie
    Nunca li nada da autora e não tenho curiosidade apesar de ouvir fala bem dela, não é bem meu gênero, sua resenha ficou ótima

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie. Só consegui pensar na Bárbara lendo essa resenha rsrs
    Ela adora livros com temática de bruxaria :)
    Recomende para ela esse livro, acho que ela vai gostar. Já eu... você sabe kkkk
    Resenha ficou ótima.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Bom saber que a trilogia é boa! Nunca li nada da autora, quem sabe consiga ler esta trilogia em breve...
    Bjs

    a-libri.blogspot.com.b

    ResponderExcluir
  15. Eu quero muito o primeiro livro! Bom, amei a resenha desse segundo, principalmente por não ter nenhum spoiler! Bem, como já disse, eu quero muito o primeiro e o segundo, né? Haha! Parabéns pela resenha!!

    Abraços e até!!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Leio bastante livros da Nora Roberts, mas essa série ainda não comecei. Gostei do enredo abordar fantasia e essas coisas, mais pra frente lerei.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!