04 abril 2016

Resenha: Quarto - Emma Donoghue

Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.
O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar. Skoob

Autora: Emma Donoghue
Editora: Verus
Páginas: 350
Nota: 5/5

Quarto, de Emma Donoghue, foi publicado aqui no Brasil pela Verus, selo do Grupo Editorial Record. Houve uma adaptação cinematográfica baseada no livro lançada ano passado, que acabou garantindo o Oscar de Melhor Atriz para Brie Larson. Ainda não assisti ao filme, mas vou contar o que achei do livro.

O livro é narrado por Jack, um menino de 5 anos, que o quarto em que mora é a única coisa do mundo que conhece. Ele nasceu e cresceu ali e vive com sua mãe nesse lugar, onde ela o ensina coisas imagináveis. Esse mundo dele é repleto de brincadeiras, comidas, leituras, porém à noite ele dorme dentro do guarda-roupa enquanto sua mãe recebe a visita do velho Nick. Mas para a mãe dele o quarto é uma prisão, onde a sete anos foi presa pelo homem que a visita todas as noites.

Só posso agradecer por esse livro ser narrado por Jack porque se fosse pela mãe eu não aguentaria tamanha dor. A mãe é uma mulher determinada e que ama esse filho com todas suas forças, que luta com suas emoções por estar nesse lugar horrível, mas constantemente é abusada pelo seu sequestrador e para proteger seu filho tem que ficar quieta. A inocência de Jack contrapõe o horror de toda essa situação, mas ele é uma criança esperta e curiosa, que começa a questionar várias coisas e sua mãe vai planejar uma fuga, um tanto mirabolante, para tirar ambos desse lugar.

Deve ser difícil para essa mulher estar há sete anos presa e ter que manter a sanidade para proteger o filho. Mas pior ainda é ter que voltar para a realidade e um mundo que nem sempre vai te apoiar, não é fácil para a mãe estar nesse novo mundo e para o pequeno Jack é difícil compreender uma realidade que ele nunca pensou que existisse. É um livro com uma carga dramática intensa sobre o olhar de uma criança que está conhecendo o mundo.

“Nos últimos dias, ando sempre a cair, o mundo é cheio de tropeções.”

Não tem como não se emocionar com o Quarto, você torce tanto para a mãe e Jack superarem todos esses obstáculos e sentimentos, mas é gratificante acompanhar o desenvolvimento de ambos. Quarto é profundo, melancólico e choca um pouco, mas ao mesmo tempo é um romance que fala do amor mais profundo e mais puro que pode existir: o amor materno. 

A capa do livro é bem simples, mas profunda e remete a história; a diagramação é básica com uma letra ótima para leitura e não encontrei erros de revisão. Imagino que agora devo me emocionar bastante com o filme, pois já chorei com o trailer e me fez lembrar as cenas que li. Com certeza recomendo a leitura deste livro, você vai encontrar personagens marcantes e construídos com uma sensibilidade tremenda, principalmente Jack. Emma possui uma escrita simples e arrebatadora, que faz você sentir todo o sofrimento dessa jovem e torcer para que tudo fique bem no final.

Quotes:
“É esquisito ter uma coisa que é minha e não é da Mãe. O resto tudo é de nós dois. Acho que meu corpo é meu, e as ideias que acontecem na minha cabeça. Mas as minhas células são feitas de células dela, quer dizer que eu sou meio dela. E também, quando eu digo pra ela o que estou pensando e ela diz pra mim o que está pensando, nossas ideias de cada um pulam na cabeça do outro, que nem lápis de cera azul em cima do amarelo, que dá verde.”
  "[...] As pessoas trancafiadas de todas as maneiras.


Trailer Oficial:




Um comentário:

  1. Oi Jessica
    Qro muito ler esse livro antes de ver o filme!
    Tô ansiosa pra lê-lo

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014