27 dezembro 2016

Resenha: Quando o amor bater à sua porta - Samanta Holtz

Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.
Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.
O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.
Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.
A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego. Skoob | Comprar: SubmarinoSaraiva | Americanas 

Autora: Samanta Holtz
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Nota: 5/5 FAVORITO

Quando o amor bater à sua porta é o novo livro da autora nacional Samanta Holtz, publicado pela Editora Arqueiro. Meu primeiro contato com a autora foi O Pássaro, leitura que fiz em 2012, depois eu comprei Renascer de um outono mas acabei não lendo ainda. Assim que vi esse lançamento da editora logo solicitei e fiz muito bem.

O livro vai contar a história de Malu Rocha, uma escritora de 29 anos muito famosa. Ela é independente, confiante, forte, corajosa, grande escritora, mora sozinha, inteligente, adora rotina e é muito bem-sucedida. Seus livros foram publicados fora do Brasil e em breve uma de sua obras vai virar filme. Ela tem, aparentemente, uma vida perfeita e maravilhosa. Mas, caro leitor, Malu precisa aprender muito e vai fazer isso ao longo da narrativa.

Em um dia qualquer um homem estranho bate à sua porta dizendo que perdeu a memória em um acidente de carro e que os únicos pertences que restaram foram um pouco de dinheiro, o nome do desconhecido, o nome e endereço de Malu e uma data de uma reunião que ele teria com ela. Luiz Otávio Veronezzi é nosso estranho e que precisa da ajuda de Malu para descobrir quem é.


A assessora de Malu é Rebeca, uma jovem distraída, atrapalhada e tagarela, mas um amor de pessoa e que trata sua chefe com muito amor. Rebeca não é compreendida por Malu, mas certamente eu gostei muito dessa personagem e torci muito por ela ao longo da trama.

Mesmo Malu escrevendo histórias de amor tão intensas e com finais felizes, ela é cética quanto a esse sentimento. Sinceramente no começo da história achava ela muito metida e insuportável, mas a protagonista teve uma transformação tão bonita e sincera, que ao final da narrativa chorei por ela. Adorei a forma como a autora vai remodelando a personagem e a tornando uma pessoa tão querida. Já Luiz Otávio dispensa comentários, um homem bom, íntegro, inteligente, doce e com uma luz que te encanta logo de cara.

Uma pergunta que a protagonista recebe de uma jornalista nas primeiras páginas me fez pensar, assim como Malu, o significado disso: "O que é o amor para Malu Rocha?" Pra mim, o amor é muito mais do que você se apaixonar por alguém. É um amor que você sente por sua família, pelos seus amigos, por conquistar algo que você deseja, por fazer o bem para alguma pessoa, e os pequenos detalhes da nossa vida. Samanta Holtz disse tudo nesse quote abaixo:

"Creio que o amor seja como um pássaro: não nasceu para ser estático. Ele é livre, é fugaz, e nos escapa entre os dedos sempre pensamos tê-lo dominado. Às vezes pousa em nosso ombro, às vezes foge de nós. [...] O amor é um momento. É a mãe que amamenta o filho, uma mão estendida em ajuda ao próximo. [...] E, assim como os pássaros, não permanecerá para sempre no mesmo local ou da mesma forma."

A diagramação é básica da editora com uma letra confortável para leitura. A capa é lindíssima e não encontrei erros de revisão. Enfim, quando o amor bater à sua porta vale muito pena deixar entrar.

Quotes:
"Às vezes, o motivo das nossas aflições não é o que fizemos, mas o que deixamos de fazer."
"Acredito que temos o poder de mudar o futuro a todo instante, de acordo com nossas escolhas e atitudes."
"Você não deve buscar a felicidade no outro, mas em si mesmo."




3 comentários:

  1. Oi Jéssica
    Eu tô qrendo mt esse livro!
    Ótima resenha, só me deixou mais ansiosa p conferir
    hehehehehe

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda! Esse livro é muito bom e vale a pena ler. Beijos!

      Excluir
  2. Jéssica, querida!

    Que delícia ler essa resenha tão carinhosa sobre "Quando o amor bater à sua porta"!! Fico muito felizzzz em saber que se apaixonou pela leitura e que a história a fez refletir sobre "O que é o amor para Jéssica Rodrigues" :) rs!

    Beijo enorme, querida!
    Sam :*

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014