01 maio 2017

Sessão Pipoca: A Cabana



Título Original:
Título Traduzido: A Cabana
Direção: Stuart Hazeldine
Gênero: Drama
Duração: 2h 13min
Distribuidor: Paris Filmes
Elenco Principal: Sam Worthington, Octavia Spencer, Tim McGraw, Radha Mitchell.
Lançamento: 6 de abril de 2017
Nota: 5/5




Sinopse: Um homem vive atormentado após perder a sua filha mais nova, cujo corpo nunca foi encontrado, mas sinais de que ela teria sido violentada e assassinada são encontrados em uma cabana nas montanhas. Anos depois da tragédia, ele recebe um chamado misterioso para retornar a esse local, onde ele vai receber uma lição de vida.

Assim que o filme A Cabana entrou em cartaz no cinema eu fui assistir junto com uma amiga e fiquei encantada com o que foi apresentado. Acredito que todos devem saber que ele foi baseado no livro homônimo, de William P. Young, e como fã do livro estava com muitas expectativas e posso dizer que elas foram supridas.

Eu li o livro há muitos anos e nem todas as cenas eu lembrava com exatidão, mas a partir do momento que fui assistindo muitas memórias vieram à tona e foi muito bom acompanhar essa jornada tão incrível e triste.


O filme conta a história de Mackenzie e sua família, que após uma perda inexplicável e de tamanha dor, vive atormentado e sem expectativas de vida, não acredita e sente uma raiva imensa de Deus. Após alguns anos, Mackenzie recebe uma carta para comparecer a cabana, o local que mais teme na vida, e lá acaba tendo um encontro com Deus, Jesus e Sarayu (o Espírito Santo).

É muito mais que um filme sobre religião, é saber que nem sempre o que queremos vai acontecer e, sim, acreditar que tudo que acontece em nossa vida é uma questão sobre nossas escolhas. É saber que no meio da dor e escuridão sempre, independente de tudo que você faça, vai ter uma pessoa que você ama ao seu lado. Que Deus está ali do seu lado sempre e que ama seus filhos igualmente e o filme mostra uma lição de vida para todos.

Jesus é interpretado por Aviv Alush, Sarayu ficou por conta da atriz Sumire Matsubara. Já Deus é interpretado pela magnifica Octavia Spencer com uma atuação impecável e que em diversos momentos nos proporciona belas risadas e traz também bastante reflexão sobre diversas questões que muito de nós temos.

Houve algumas modificações em relação a obra original e faz muito sentido pelo fato de ser uma adaptação cinematográfica, mas essas pequenas mudanças ficaram ótimas e a fotografia do filme é muito linda, vale a pena assistir.

Diversos sites e vários críticos de cinema não gostaram do filme, mas eu acho que a pessoa de fato deve conferir para ver se realmente gosta ou não. Eu sigo essa linha: o que uma pessoa não gosta outra certamente vai gostar. Eu chorei e fiquei grata por ter assistido esse filme tão rapidamente e saí do cinema plena e feliz pela adaptação tão fiel e pela mensagem importante que o filme traz.


Trailer:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário. Volte Sempre!



ilustração por Lanillu | desenvolvido por Sete Coisas | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT © 2014